Nem Só de Graduação e de Pesquisa Vive a Universidade: a Trajetória do Grupo Esquina no âmbito da Extensão Universitária

Por: .

XXV ENAREL - Encontro Nacional de Recreação e Lazer

Send to Kindle



Apresentamos as ações do Grupo Esquina: Cidade, Lazer e Animação Cultural ao longo de cinco anos de existência. O Esquina vem desenvolvendo variados e premiados projetos de extensão tendo os estudos do lazer como base teórica, o cinema como ponto de partida e a animação cultural como instrumento metodológico. Em todos atuam acadêmicos dos cursos de Licenciatura e Bacharelado em Educação Física da UFRJ, que recebem apoio em forma de bolsas PIBEX. O grupo Esquina foi gestado no interior do grupo Anima – Lazer, Animação Cultural e Estudos Culturais, coordenado pelo Prof. Dr. Victor Andrade de Melo durante dez anos. Nosso primeiro projeto de extensão deu continuidade a uma pesquisa desenvolvida por esse grupo na Vila Mimosa, conhecida área de prostituição da cidade do Rio de Janeiro, e intitulou-se Cinema, conhecimento e prostituição: uma experiência de animação cultural na Vila Mimosa. O segundo projeto do Esquina foi realizado em parceria com o Sesc unidade Ramos e intitulou-se Esporte e cinema dando show. Desenvolvemos uma atividade relacionando cinema e esporte junto a alunos da Escola Municipal Padre Manoel da Nóbrega, com idades variando entre 13 e 16 anos, moradores do Complexo do Alemão, conjunto tulou-se Esquina no Ciep e foi realizado em parceria com o Ciep César Pernetta, localizado no Parque União, comunidade que compõe o Complexo da Maré. O quarto projeto do Esquina chamou-se Digestivo cinematográfico e aconteceu nos corredores da Escola de Educação Física e Desportos da UFRJ. Consistia na exibição mensal de curtas-metragens, na hora do almoço, em um espaço de grande circulação de pessoas – estudantes e outros, próximo à cantina. A seleção dos filmes era feita com base em temáticas previamente determinadas pelo grupo, como por exemplo, esporte, sexualidade, deficiência e técnicas de animação. Em paralelo a todas estas intervenções organizamos os Ciclos de cinema e infância. O objetivo geral deste quinto projeto é discutir temáticas relativas à infância tendo o cinema como ponto de partida. Outra intenção é apresentar produções de variadas cinematografias. Para tal, ao longo de um mês, os filmes selecionados são exibidos e debatidos por professor convidado. Intitulado Cinema para trabalhadoras da EEFD/UFRJ: a produção de sentidos e de prazer, o sexto projeto recebeu apoio da Faperj e teve como objetivo geral exibir filmes que versassem sobre questões referidas ao universo feminino para as mulheres que trabalham nos serviços de limpeza da EEFD/UFRJ. O sétimo projeto integra o Programa de Inclusão Social da Vila Residencial da UFRJ. Ana lisadas as condições dos idosos residentes neste local, decidimos iniciar um projeto de prevenção de quedas de adultos e idosos, o Animar sem quedas. Os encontros acontecem duas vezes na semana, durante 50 minutos, na sede da Associação de Moradores da Vila Residencial. O êxito desta intervenção, resultou em convite para atuar na Vila Olímpica da Maré, conjunto de favelas que compõem o bairro Maré, no Rio de Janeiro.
 

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.