Níveis de Aptidão Física em Escolares Pré-púberes: Uma Comparação Entre Gêneros

Por: Caio Victor Sousa, Márcio Rabelo Mota, Renan Renato Cruz dos Santos, Renata Aparecida Elias Dantas e Vitor Vicente.

Conexões - v.13 - n.3 - 2015

Send to Kindle


Resumo


Pesquisadores na área das ciências da saúde tem formulado diversas teorias, com o aumento das publicações e debates acadêmicos utilizados como pano de fundo, hoje, no universo escolar. Refletir sobre as desigualdades e promover a inclusão são um dos desafios dos educadores propostos pela ciência. O objetivo desse estudo foi verificar se há diferenças de aptidão física entre meninos e meninas durante o ensino fundamental em uma escola particular de Brasília. Foram coletados dados de 44 crianças com idade média de 8,65±0,6 anos, sendo 22 do sexo masculino e 22 do sexo feminino. Foram mensurados peso(kg), estatura (m) e calculado o índice de massa corporal (kg/m²). Os testes aplicados foram de velocidade (50 metros), agilidade (shuttlerun) e força de membros inferiores (impulsão vertical). Não foram encontradas diferenças significativas antropométricas ou de aptidão física entre os dois grupos. Os achados deste estudo, somado a análise de estudos semelhantes, anteriores, com diferentes populações, sugerem que não há diferença de aptidão física entre gêneros nessa fase da infância, de modo que sob esta premissa não se justificam a separação dos alunos na aula de Educação Física.
 

Endereço: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/conexoes/article/view/8640867

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.