Níveis de Atividade Física em Diferentes Modalidades Esportivas: Um Programa Não Convencional de Educação Física Escolar

Por: Adriana T. de Lemos, , Anelise Reis Gaya, Giovani L. D. Nina, Pablo L.d. Nina e Rodrigo Baptista Moreira.

Pensar a Prática - v.19 - n.4 - 2016

Send to Kindle


Resumo

Objetivos: a) avaliar a intensidade, tempo de deslocamento ativo, distância percorrida e gasto energético (kcal), em diferentes modalidades esportivas, estratificado por sexo; b) conforme quantidade de modalidades esportivas frequentadas durante a semana na escola, identificar a contribuição da educação física escolar quanto ao tempo AFMV realizada durante a semana. Métodos: Estudo de caso: programa de educação física do Instituto Estadual de Educação Vasconcelos Jardim no município de General Câmara/RS. Amostra do tipo aleatória estratificada por sexo e faixa etária. Foram selecionados 206 escolares, 112 do sexo masculino e 94 do sexo feminino. Os escolares foram avaliados em 72 aulas por GPS da marca GARMIN, modelo 310XT, com frequencímetro. A intensidade da AF foi categorizada conforme critérios sugeridos por Armostrong (1998): Para tratamento dos dados utilizou-se: (1) estatística descritiva identificando a proporção de tempo em AF nos diferentes níveis de intensidade e, médias e desvios-padrão para a descrição dos dados; (2) estatística inferencial foi usado o teste “t” de student para comparação entre os sexos; e ANOVA com post hoc de Bonferroni para comparação entre as categorias de idades, todos assumindo previamente o nível de significância de 5%. Resultados: Quanto ao tempo semanal engajado em práticas de AF realizadas de forma moderada a vigorosa, observamos que o somatório de AFMV praticadas nas modalidades na escola demonstram resultados significativos, somente com as aulas de educação física os rapazes cumprem com cerca de 2/3 da carga horária semanal recomendada e, as moças com valores inferiores ao apresentado pelos rapazes, cumprem com cerca de 50% da carga horária sugerida. Consideramos estes resultados o diferencial desta proposta, neste formato os escolares ampliam o tempo de prática de AF na escola contribuindo de forma significativa quando comparada com as recomendações de 300 minutos de AF moderada a vigorosa por semana.

Endereço: https://www.revistas.ufg.br/fef/article/view/37313

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.