Níveis de Atividade Física: Um Estudo Comparativo Entre Adolescentes Surdos e Ouvintes

Por: Luana Foroni Andrade e Shamyr Sulyvan de Castro.

Revista Brasileira de Medicina do Esporte - v.23 - n.5 - 2017

Send to Kindle


Resumo

Introdução: A Organização Mundial da Saúde tem alertado para o crescente quadro de sedentarismo e suas consequências entre as populações. A inatividade física passou a ser o quarto principal fator de risco de saúde, tornando-se um dos maiores problemas de saúde pública na atualidade. Populações como adolescentes surdos brasileiros têm sido negligenciadas com ausência de inquéritos de saúde voltados à investigação dessa variável e proposições de estratégias que garantam equiparação de oportunidades. Objetivo: Assim, este estudo teve por objetivo verificar o nível de atividade física entre adolescentes surdos comparados a adolescentes ouvintes. Métodos: O grupo de adolescentes ouvintes mostrou-se significativamente mais ativo que os adolescentes surdos (61,29% para 29,03% com p < 0,05). Resultados: O resultado da presente pesquisa evidencia que há necessidade de investigações sobre as realidades em que se desenvolvem os programas e ações voltados ao esporte para adolescentes surdos. Conclusões: É imprescindível buscar as causas e propor soluções junto a órgãos gestores e secretarias ligadas ao esporte, saúde e educação para a diminuição do índice encontrado, proporcionando equiparação de oportunidades entre surdos e ouvintes.

Endereço: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S1517-86922017000500371&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.