Níveis de Cortisol e Serotonina em Pacientes Esquizofrênicos Submetidos a Treinamento Aeróbico

Por: Dirceu Ribeiro Nogueira da Gama, Juliana Brandão Pinto de Castro, Kleber Roberto da Silva Gonçalves de Oliveira, Lígia Gizely dos Santos Chaves e Rodrigo Gomes de Souza Vale.

Revista Brasileira de Medicina do Esporte - v.26 - n.4 - 2020

Send to Kindle


Resumo

Trinta indivíduos esquizofrênicos foram randomicamente designados para um grupo de exercícios (GE; n = 15; idade: 29 ± 9,08 anos; IMC: 23,57 ± 4,33 kg/m2) ou para um grupo controle (GC; n = 15; idade: 33,17 ± 12,8 anos, IMC: 22,89 ± 5,68 kg/m2). O GE realizou um programa de treinamento aeróbico em cicloergômetro (57% a 67% da frequência cardíaca máxima) por 30 minutos, cinco dias por semana, totalizando 20 sessões. A análise de cortisol (método quimioluminescente) e serotonina (cromatografia líquida de alta eficiência) foi realizada antes e depois do teste em ambos os grupos. O nível de significância foi de p < 0,05.

Endereço: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S1517-86922020000400307&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.