Níveis Glicêmicos de Adolescentes Praticantes de Futebol Após Uma Partida Não Oficial

Por: Adriane Pozzobon.

Revista Mackenzie de Educação Física e Esporte - v.12 - n.2 - 2013

Send to Kindle


Resumo

O objetivo do estudo foi comparar os níveis glicêmicos de pré--adolescentes após uma partida não oficial de futebol em um município do interior do Rio Grande do Sul. O estudo é do tipo transversal, do qual fizeram parte 30 alunos na faixa etária de 10 a 14 anos, de ambos os sexos, e frequentadores da escola de futebol. Os níveis glicêmicos foram avaliados por meio do teste de ponta de dedo, antes e após 30 minutos de uma partida de futebol. Os dados foram analisados com estatística descritiva e expressos como a média ± desvio padrão da média (DPM). Utilizou-se o teste t para comparação das concentrações glicêmicas e do Índice de Massa Corporal. A idade média dos meninos foi de 12,3 (±1,10) anos e a das meninas, 12,18 (±1,25), sendo que o sexo feminino correspondeu a 36,66% dos participantes. Os dados coletados indicam que a média de glicemia nos meninos e nas meninas no período pré-jogo foi de 106,4 (±8,84) mg/dL e 96,8 (±12,3) mg/dL, respectivamente, enquanto que, após a partida, a média foi de 116,4 (±20,13) mg/dL para os meninos e 108,8 (±10,6) mg/dL para as meninas. O presente estudo mostra que houve elevação significativa (p = 0,009) da glicemia após uma partida de futebol nos indivíduos avaliados

Endereço: http://editorarevistas.mackenzie.br/index.php/remef/article/view/3161

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.