Níveis Globais de Atividade Física: o Progresso da Vigilância, as Armadilhas e Perspectivas

Por: Fiona C Bull, Lars Bo Andersen, , Regina Guthold, Ulf Ekelund e William Haskell.

The Lancet - v.380 - n.9838 - 2012

Send to Kindle


Resumo

Para implementar programas eficazes de prevenção de doenças não transmissíveis, os gestores públicos precisam de dados sobre tendências e níveis de atividade física. Neste relatório, nós descrevemos os níveis de atividade física em todo o mundo com dados para adultos (15 anos ou mais) de 122 países e para adolescentes (13-15 anos de idade) de 105 países. Em todo o mundo, (IC 95%; 30,9 – 31,2) 31,1% dos adultos são fisicamente inativos, com proporções que variam de 17,0% (16,8 – 17,2) no sudeste da Ásia para cerca de 43% nas Américas e no Mediterrâneo oriental. A inatividade aumenta com a idade, é maior em mulheres do que em homens e é maior em países de alta renda. A proporção de jovens de 13 a 15 anos que fazem menos de 60 minutos de atividade física de intensidade moderada a vigorosa por dia é de 80,3% (80,1 – 80,5); sendo que meninos são mais ativos do que as meninas. Melhoria contínua no monitoramento da atividade física ajudaria a orientar o desenvolvimento de políticas e programas para aumentar os níveis de atividade e para reduzir a carga de doenças não transmissíveis. (Tradução: Carlos Alex Soares)

Endereço: http://www.thelancet.com/journals/lancet/article/PIIS0140-6736(12)60646-1/abstract

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.