Nível de Atividade Física de Coletores de Lixo de Duas Cidades de Porte Médio do Sul do Brasil

Por: , Marcelo Cozzensa da Silva e Rodrigo Kohn Cardoso.

Revista Brasileira de Atividade Física & Saúde - v.18 - n.5 - 2013

Send to Kindle


Resumo

O objetivo do estudo foi verificar os níveis de atividade física (AF) total e nos diferentes domí- nios de coletores de lixo. Este estudo caracterizou-se como observacional descritivo e do tipo censo. A população foi composta por todos os coletores de lixo das cidades de Pelotas e Rio Grande, Rio Grande do Sul. A coleta de dados foi realizada por meio de um questionário con- tendo questões relativas a variáveis sociodemográficas, econômica, nutricional e comportamen- tais. O nível de atividade física foi avaliado através do Questionário Internacional de Atividade Física, IPAQ - versão longa. Foi realizada a análise univariada de todas as variáveis coletadas, com cálculo das medidas de tendência central e dispersão para as variáveis contínuas e propor- ções para as variáveis categóricas. Foram entrevistados todos os 127 coletores de lixo, sendo que a média de AF total relatada pelos trabalhadores foi de 4292,0 minutos por semana (DP 1034,2). Quando verificada a AF ocupacional, o escore médio encontrado foi de 3853,0 minutos por semana (DP 583,4). Os demais domínios, deslocamento, lazer e doméstico, apresentaram médias de AF semanal respectivamente de, 257,9 (DP 237,5), 77,6 (DP 111,5) e 103,5 (DP 101,8) minutos. Concluiu-se que os coletores de lixo estavam expostos a uma carga de AF total e ocupacional extremamente elevadas, podendo haver prejuízo significativo para a saúde se não forem adotadas medidas adequadas de nutrição e recuperação física.
 

Endereço: http://www.sbafs.org.br/revista/artigos.php?id_revista=75

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.