Nível de Atividade Física, Condições de Saúde e Características Sócio-demográficas de Mulheres Idosas Brasileiras

Por: , J. A. Mota, L. H. T. Gonçalves e M. G. Matos.

Revista Portuguesa de Ciências do Desporto - v.5 - n.2 - 2005

Send to Kindle


Resumo

RESUMO O objetivo deste estudo foi verificar o nível de atividade física e a sua relação com as características sócio-demográficas e as condições de saúde de mulheres idosas. A amostra foi composta por 198 mulheres idosas com 65 anos ou mais de idade (M=73.6 anos; DP=5.9), que participam de Grupos de Convivência de Idosos na cidade de Florianópolis, SC, Brasil. A recolha de dados se deu em forma de entrevista individual aplicando-se: i) Formulário de identificação com dados das variáveis sócio-demográficas e de condições de saúde; ii) Questionário Internacional de Atividade Física (IPAQ), versão 8, forma longa e semana normal; iii) Questionário de Critério de Classificação Econômica do Brasil. Os dados foram analisados através da estatística descritiva e de testes não-paramétricos. Entre os resultados observou-se que 66% das idosas classifica-se no nível de atividade física mais ativo. Entre as atividades físicas exercidas, destacam-se as atividades domésticas (40%) e de lazer (35%). Verificou-se que há diferença significativa (p<0.05) entre os níveis de atividade física (menos e mais ativos) e as variáveis sócio-demográficas e de condições de saúde. Conclui-se que há a necessidade ainda de reforçar a intervenção nesta realidade, incentivando as idosas que são menos ativas a tornarem-se mais ativas, e as mais ativas a manterem-se nesta condição. Palavras-chave: atividade física, idosas, características sóciodemográficas, condições de saúde.

Tags: ,

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.