Nível de Atividade Física e Exposição a Comportamento Sedentário em Pré-escolares

Por: Nilma Kelly Ribeiro de Oliveira.

2011

Send to Kindle


Resumo

Este trabalho foi dividido em dois principais estudos que fazem parte de um projeto intitulado “ELOS-Pré” (Estudo Longitudinal de Observação da Saúde e Bem-estar de Crianças em Idade Pré-escolar). O primeiro estudo analisou a reprodutibilidade de questões referentes às medidas de atividade física e comportamento sedentário de crianças em idade pré-escolar (3-6 anos), recrutadas em escolas de educação infantil e em domicílios localizados em área de abrangência de Unidades de Saúde da Família da cidade do Recife. Foi aplicado um questionário em duas ocasiões (7 dias de intervalo), mediante realização de entrevista face a face com os pais das crianças. A medida da atividade física foi expressa pelo tempo diário de participação em jogos e brincadeiras ao ar livre, e a medida de comportamento sedentário foi baseada no tempo assistindo televisão. Coeficientes de correlação de Spearman, concordância relativa (%) e índice Kappa foram empregados na análise de indicadores de reprodutibilidade. As correlações de Spearman entre as aplicações T1 e T2 foram ≥ 0,83 para o tempo de participação em jogos e brincadeiras ao ar livre (p<0,01) e ≥ 0,47 (p=0,02) para medida do tempo assistindo televisão. Coeficientes de concordância variaram de 68% a 92,3% e índices Kappa variaram de 0,12 (p=0,34; tempo de TV em dias de semana em crianças do sexo feminino) a 0,92 (p<0,01; tempo de jogos e brincadeiras em dias de semana do sexo feminino). Concluiu-se que o instrumento apresenta boa reprodutibilidade para medida da atividade física e para medida do tempo assistindo televisão (exceto para as meninas nos dias de semana). No segundo estudo, foi investigada a prevalência e fatores associados ao baixo nível de atividade física e exposição a comportamento sedentário em crianças pré-escolares (3 a 5 anos de idade). Realizou-se um estudo transversal de base escolar no qual as medidas de baixo nível de atividade física (<60 min./dia em jogos e brincadeiras ao ar livre) e exposição a comportamento sedentário (>2 h/dia em TV, videogame ou computador) foram obtidas por meio do relato dos pais (entrevista face a face). As prevalências de baixo nível de atividade física em dias de semana e do final de semana foram, respectivamente, de 32% e 11,5%. A exposição a comportamento sedentário foi de 73,9% em dias de semana e de 73,7% em dias de final de semana. Identificou-se que turno e porte da escola são fatores associados ao nível de atividade física em dias de semana. Sexo, idade e turno estão associados à exposição a comportamento sedentário. Concluiu-se que
as prevalências de baixo nível de atividade física e comportamento sedentário são altas.  
 

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.