Nível de Atividade Física e Qualidade de Vida em Idosos da Universidade da Maturidade do Amapá-umap

Por: Demilto Yamaguchi da Pureza e Miquele Pereira de Castro.

XVIII Congresso Brasileiro de Ciências do Esporte e V Conice - CONBRACE

Send to Kindle


Resumo

O avanço das tecnologias bem como os métodos preventivos e de tratamento tem prolongado a vida, superando expectativas que atualmente ultrapassa os 60 anos de idade, ou seja, o país esta em processo de envelhecimento. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2025, o Brasil terá aproximadamente 32 milhões de pessoas idosas. 
Entretanto, o aumento da população idosa é preocupante, pois a longevidade não representa saúde e qualidade de vida, em função do aparecimento de diversas doenças relacionadas à idade. 
Assim, torna-se necessário compreender os aspectos relacionados a qualidade de vida, como a “percepção do indivíduo sobre sua posição na vida, no contexto da cultura e dos sistemas de valores nos quais ele vive, e em relação a seus objetivos, expectativas, padrões e preocupações” . The WHOQOL Group (2007 apud ALEY, LITVOC, 2007, p.39), além desses fatores a prática de atividades físicas é um componente importante que pode contribuir para uma melhor qualidade de vida.

Endereço: http://cbce.tempsite.ws/congressos/index.php/conbrace2013/5conice/paper/view/5428

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.