Nível de Aptidão Física de Crianças Participantes do Programa Segundo Tempo

Por: L. A. Lima, , R. R. Paes, R. S. Reverdito e T. J. Leonardi.

IX Congresso Internacional de Educação Física e Motricidade Humana XV Simpósio Paulista de Educação Física

Send to Kindle


Resumo

O programa Segundo Tempo é um dos principais programas de esporte socioeducacional, com a finalidade de atender crianças, adolescentes e jovens em situação de vulnerabilidade social. Todavia, ainda possuímos poucas informações sobre o papel e alcance do programa, especialmente no que tange o nível de aptidão física e saúde de crianças e adolescentes. O objetivo foi valiar a aptidão física de crianças e adolescentes participantes de dois núcleos do Programa Segundo Tempo. Trata-se de um estudo exploratório-descritivo. A amostra foi composta por 60 crianças com idade média 10,5 anos, sendo 33 meninos e 27 meninas. Para coleta dos dados foi realizado os testes propostos pelo Manual Projeto Esporte Brasil (PROESP - 2012/2009), obedecendo aos procedimentos indicados neste documento. Os testes realizados foram: resistência aeróbia 6 minutos; flexibilidade (sentar e alcançar com banco de Wells); resistência abdominal; força de membros superiores; força membros inferiores; velocidade (corrida de 20 metros); agilidade; IMC. Este estudo foi desenvolvido em núcleos do Programa Segundo Tempo, em duas cidades da Região Metropolitana de Campinas. Analisando os resultados obtidos, observamos que os alunos apresentam valores abaixo da média, segundo as tabelas de referência do PROESP, sendo classificados como fraco nos testes resistência aeróbia de 6 minutos (fraco-71,7%, bom-5%), velocidade (fraco-70%, razoável-20%, bom- 8,7%) e agilidade (fraco-41,7%, razoável- 21,7%, bom-26,7%). Para os testes de flexibilidade 80% dos avaliados encontram-se em uma zona saudável e 20% em uma zona de risco a saúde. Esse resultado favorável se repete para o teste de resistência abdominal, onde 55% encontra-se em uma zona saudável e 45% em uma zona de risco á saúde. Os demais testes apresentaram as seguintes porcentagens: para força de membros inferiores 36,7% foi considerado fraco, bom - 25% e muito bom - 23,3%, para força de membros superiores fraco - 33,3, bom - 23,3 e muito bom 23,3%. Já para o IMC 68,3% dos alunos foram classificados como normais, porém 20% já apresentam taxa de sobrepeso e 10% já estão obesos. Os resultados para aptidão física dos alunos participantes do programa Segundo Tempo aponta para a necessidade de ampliar atenção às crianças e adolescentes nessa faixa etária. Do mesmo modo, aponta para a necessidade e o papel de programas esportivos para essa população.

Endereço: http://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/motriz/article/view/10060/10060

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.