Nível de Atividade Física, Por Acelerometria, em Idosos do Município de São Paulo: Estudo Sabe

Por: Denise Rodrigues Bueno, Igor Conterato Gomes, Manuela de Almeida Roediger, Maria de Fátima Nunes Marucci, Maria Lúcia Lebrão e Yeda Aparecida de Oliveira Duarte.

Revista Brasileira de Medicina do Esporte - v.22 - n.2 - 2016

Send to Kindle


Resumo

Introdução: Estudos populacionais utilizam, geralmente, métodos indiretos de estimativa do nível de atividade física (NAF) da população. Entretanto, o erro de medida, principalmente quando se trata da população idosa, é grande. Estudos nacionais que usam medidas objetivas são escassos. Objetivo: Este estudo buscou descrever o perfil de prática de atividade física (AF) da população idosa do município de São Paulo utilizando--se acelerometria. Métodos: Este trabalho faz parte do estudo SABE, desenvolvido na capital do Estado de São Paulo e analisou os dados de 568 idosos (≥ 65 anos). O acelerômetro da marca Actigraph foi utilizado durante 3 dias consecutivos. Os idosos foram classificados segundo o NAF de acordo com as recomendações atuais de AF. O NAF foi descrito (média e IC 95%) segundo sexo e grupos etários (< 70 anos, 70 a 79 anos e ≥ 80 anos). As proporções de idosos em cada grupo de NAF foram descritas em termos relativos (%). As diferenças entre os grupos foram estimadas utilizando-se o teste generalizado de igualdade entre médias de Wald. Resultados: Os idosos considerados sedentários representaram 63,1% (48,3% dos homens e 71,7% das mulheres) e apresentaram média de idade maior; houve prevalência de 25,7% dos homens e 8,13% das mulheres classificados como fisicamente ativos, o que corresponde a apenas 14,6% do total de idosos. Os idosos gastam, em média, 12,6 (IC 95% 10,6 – 13,7) minutos por dia em atividades físicas consideradas de intensidade moderada e/ou vigorosa. A proporção de idosos fisicamente ativos é menor quanto maior for a idade. Conclusão: O NAF da população idosa do Município de São Paulo é baixo e considerado insuficiente, principalmente para o sexo feminino. Assim, houve maior proporção de idosos considerados sedentários e insuficientemente ativos quando comparados aos ativos.
 

Endereço: http://www.scielo.br/pdf/rbme/v22n2/1517-8692-rbme-22-02-00108.pdf

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.