Nível de Estresse, Qualidade de Vida e Atividade Física: Uma Comparação Entre Praticantes Regulares e Ingressantes Sedentários

Por: Luis Antonio Céspedes Teixeira, Mara Regina Fernandes Caruso e .

Revista Brasileira de Atividade Física & Saúde - RBAFS - v.4 - n.3 - 1999

Send to Kindle


Resumo

Apesar da influência da atividade física no controle do estresse e na melhoria da qualidade de vida dos indivíduos já ter sido constatada em numerosos estudos, muitos pesquisadores ainda questionam e duvidam da veracidade dos benefícios do exercício para a saúde psicológica. Com o objetivo de investigara diminuição do nível de estresse e melhoria na qualidade de vida em função da prática regular de atividade física, foi realizado um estudo com indivíduos adultos que desenvolvem atividade física preventiva de forma regular (PR) e indivíduos sedentários ingressantes (PT) do Curso Comunitário para Adultos da EEFE-USP Os sujeitos foram 71 indivíduos, homens e mulheres entre 30 e 63 anos. Para a avaliação foi utilizado um caderno individual com 08 questionários. A diferença na qualidade de vida entre PR e PI não foi significante, apenas no aspecto da saúde houve uma diferença significante. Com relação aos sinto­mas de estresse, o grupo PR mostrou uma diferença significante se comparado ao PI. A significancia também foi encontrada quando os níveis de estresse foram analisados se­paradamente. A análise do limiar de ansiedade e das características de personalidade não revelaram diferenças significantes entre os dois grupos. A partir deste estudo poderí­amos supor que a atividade física regular pode exercer influência significativa na dimi­nuição dos sintomas de estresse e na melhoria da qualidade de vida, sem no entanto, alterar as características da personalidade.

Endereço: https://rbafs.org.br/RBAFS/article/view/1057

Comentários


:-)





© 1996-2021 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.