No Cinema, o Futebol Ficou na Reserva

Por: José Wolf.

RESUMOS em Educação Física, Esportes e Lazer - v.1 - n.3 - 2005

Send to Kindle


Resumo

Abrangente, irracional, frenética, absurda, feita de cores e lágrimas, esperanças e decepções, a paixão (ou fanatismo) pelo futebol, compõe, sem sombra de dúvida, ao lado do carnaval (mesmo em sua atual escalada de industrialização) um dos filões mais férteis da matéria cultural brasileira. Matérias, cujas raízes se alimentam da polivalente liturgia futebolística ou de gestos, ás vezes tão comoventes, de uma simples pelada de várzea. Surpreendentemente, no entanto, num país onde há tanto futebol pelas esquinas e na boca do povo, o cinema se distanciou sistematicamente do tema,deixando-o comumente desativado, no banco de reservas. Assim, quanto á prática de uma produção regular dentro de nossa diversificada cinematografia, a presença do futebol sugere apenas uma devastada planície de habitantes dispersos, ocasionais, distanciados no tempo. Sem dúvida, há uma ponta de suspeita, incompreensível, face do assunto.

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.