No Espaço Tempo da Brincadeira no Programa Curumim/sesc São Carlos: Crianças e Adultos, Saberes em Relação

Por: Gabriela Dias Sartori.

121 páginas. 2016 19/02/2016

Send to Kindle


Resumo

Esta pesquisa busca compreender o brincar, presente na cultura lúdica infantil, no contexto amplo que envolve a criança e suas histórias, as culturas sociais e, com elas, os processos educativos que são produzidos. Os sujeitos do estudo foram 42 crianças, entre 7 e 12 anos, que participaram do Programa Curumim e me convidaram para brincar e / ou conversar com eles no tempo livre. Esta pesquisa se propõe a compreender como as crianças organizam e vivenciam seu brincar no "tempo livre" do Programa Curumim, bem como compilar a relação do pesquisador com as crianças, dentro deste ambiente lúdico. A questão de pesquisa que norteia este estudo foi: Quais objetivos e condições subjetivas, permitem a emergência e vivência do brincar no Programa Curumim, particularmente no "tempo livre" ? A coleta de dados foi realizada através de observação não estruturada, observação participante e diário de campo. A metodologia deste trabalho baseia-se em princípios qualitativos de pesquisa, pelos quais, a experiência e a flexibilidade são elementos apreciados. Esta pesquisa busca contribuir para a área da Educação com discussões sobre a importância do brincar, as relações que emergem daqueles momentos e elementos da cultura lúdica da infância que estão presentes nos processos educativos construídos, tendo como eixo processos de humanização.

Endereço: https://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/7550

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2018 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.