No Picadeiro da Educação Física: o Saber Circense Descortinando Uma Educação Crítico-emancipatória

Por: José Francisco Baroni Silveira.

135 páginas. 2013 29/08/2013

Send to Kindle


Resumo

Esta pesquisa objetivou compreender como os saberes circenses podem se constituir, a partir da práxis docente, em conteúdos potencializadores de uma educação crítico-emancipatória, tendo como colaboradores os professores de Educação Física atuantes, no ano de 2012, nas escolas do município do Rio Grande-RS. Este estudo teve seu referencial teórico baseado na abordagem de Educação Física crítico-emancipatória que tem Elenor Kunz como seu principal autor, assim como na proposta de educação libertadora desenvolvida por Paulo Freire. Para esta investigação utilizou-se o questionário e a entrevista como principais instrumentos na busca das informações que foram analisadas por meio de tratamento estatístico e por intermédio do método de Análise Textual Discursiva – ATD proposto por Moraes e Galiazzi. Através dos questionários foi possível identificar que os saberes circenses não estão consolidados como conteúdo nas aulas de Educação Física das escolas municipais do Rio Grande investigadas, razão esta que se dá, entre outros motivos, pela falta de conhecimento dos professores, uma vez que a temática circense está silenciada na grande maioria dos currículos de formação inicial dos cursos de licenciatura em Educação Física. Os colaboradores desta investigação elegeram a alegria, a ludicidade, a expressividade, a criatividade, a cooperação e a falta de competição como elementos de aproximação entre os saberes circenses e as atividades de jogos e ginásticas desenvolvidas em sua prática pedagógica. As entrevistas foram realizadas a fim de focalizar a discussão, estabelecendo relações entre os elementos supracitados, os saberes circenses e a abordagem crítico- emancipatória. Os saberes circenses como conteúdo inovador e a interação professor-aluno foram analisados como categorias finais que emergiram do campo de estudo. Pode-se inferir que os saberes circenses se apresentam como conteúdo inovador e propiciam escapar de uma proposta de Educação Física tradicional. O presente estudo foi realizado considerando os saberes circenses como um conteúdo de viés artístico a ser desenvolvido a partir de uma prática pedagógica dialógica e problematizadora. Esta pesquisa possibilitou, pois construir argumentos que justificam a tese de que os saberes circenses enquanto conhecimento teórico e prático, pode se constituir num potencializador de uma educação crítico-emancipatória.

Endereço: http://repositorio.furg.br/handle/1/4827

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.