No Reino da Simulação: a Relação Jogador/máquina no Simulador de Dança

Por: Simone Freitas Chaves e Tamara Pereira Espino.

XI Congresso de Educação Física e Ciências do Desporto dos Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

Esta pesquisa é resultado da monografia de conclusão do curso de graduação
em Educação Física e se ocupa em discutir o jogo eletrônico simulador de
dança e as relações e sentidos envolvidos em sua prática pelos jogadores.
Percebemos uma interessante conjunção entre o desenvolvimento motor,
as vivências corporais e a realidade virtual, presente no simulador de dança.
Estas máquinas, presentes na maioria dos shopping centers, nos chamaram
at enç ão pe l a atra ç ão provoc ada ao públ i co a l i ada ao a l to ní ve l de
desempenho motor nas tarefas exigidas, atestando a emergência de um
universo simbólico e psicomotor presente nas possibilidades deste jogo e
suas relações com as novas tecnologias, questões prementes para a educação
física. A pesquisa possui uma abordagem qualitativa, foram realizadas
entrevistas semi-estruturadas no campeonato DDR summer 2005 no Barra
Shopping, Rio de Janeiro e questionários para os jogadores que compunham
uma comunidade virtual do simulador. A análise das falas revelou que os
praticantes se sentem muitas vezes incorporados à máquina, em uma
transformação do seu mundo para um outro criado a partir de suas
expectativas, encontramos um sentimento de fusão descrito como: "nos
tornamos um só". Sobre a exposição a que se submetem enquanto dançam,
todos consideram positiva e se envaidecem de seus desempenhos, desejando
de fato serem atores para os expectadores presentes. A maioria dos
jogadores apresenta um sentimento de confusão mental ligada à vertigem.
A idéia de superação e ruptura dos limites se aproxima muito daquela
vivenciada no esporte para a quebra de recordes, assim os jogadores têm
sempre uma etapa a ser vencida, um jeito original de realizar os passos e
serem reconhecidos. Finalmente, a maioria dos jogadores relata a relevância
d o v í n c u l o fo rma d o p e l o gru p o d e p rat i c a n t e s, q u e s e e n c o n t ra
sistematicamente nos eventos realizados por eles, nas redes virtuais, e cuja
identidade apresenta-se de forma bastante peculiar, um rico objeto para as
futuras pesquisas.

Endereço: http://citrus.uspnet.usp.br/eef/uploads/arquivo/66_Anais_p303.pdf

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.