Número Máximo de Repetições Realizadas Por Homens Treinados em Força: Efeitos da Intensidade Máxima de Carga e Escolha do Exercício.

Por: Alex Harley Crisp e Charles Ricardo Lopes.

Motriz - v.20 - n.2 - 2014

Send to Kindle


Resumo

O objetivo deste estudo foi comparar o número de repetições máximas (RMs) realizadas com intensidade de 80% dos testes de uma repetição máxima (1RM) e 80% de uma repetição máxima excêntrica (1RMecc) para os exercícios supino horizontal (SH) e rosca-scott (RS). Quinze homens com experiência em treinamento de força participaram desse estudo randomizado cruzado. Não houve diferença significativa no número de RMs realizadas a 80%-1RM (RS: 7,0±1,2 RMs e SH: 5,8±1,2 RMs) e 80%-1RMecc (RS: 6,0±1,1 RMs e SH: 5,4±1,1 RMs) para ambos os exercícios. Não foi detectada diferença significativa no número de RMs entre o exercício RS (80%-1RM: 7,0±1,2 RMs and 80%-1RMecc: 6,0±1,1 RMs) e SH (80%-1RM: 5,8 ±1,2 RMs and 80%-1RMecc: 5,4±1,1 RMs) para ambas intensidades. Em conclusão, o número de RMs realizados por homens treinados em força não foi afetado pela intensidade máxima da carga baseada na ação muscular e pela seleção de exercícios.

Endereço: http://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/motriz/article/view/6992

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.