O Adulto e a Criança na Capoeira: Perspectivas Históricas da Submissão e Subversão da Ordem

Por: Paulo Coêlho de Araújo.

III Congresso de Ciência do Desporto

Send to Kindle


Historicamente o jogo da Capoeira evidenciou muitas facetas no contexto social
brasileiro, onde se podem identificar expressões de natureza marcial, desportiva,
folclórica, gímnica e lúdica. Das expressões referidas, sem sombra de dúvida, é a
expressão lúdica a que suscita grande curiosidade dos investigadores face às suas mais
distintas formas de apresentação e de contextos, de onde emanam jogos de cariz
corporal, musical, oral e ritual. No percurso histórico do jogo da Capoeira iniciado no
período dos descobrimentos portugueses e consolidado no decorrer da primeira metade
do século XX, concluímos pela constatação de momentos de submissão das
exteriorizações corporais por parte dos indivíduos adultos, e da consequente apropriação
gestual deste tipo de jogo corporal pelas crianças durante os períodos imperial e
republicano no Brasil, primeiramente, para o entendimento de um processo de
transgressão da ordem estabelecida pelas autoridades jurídico-policiais dos períodos
históricos supra citados, afirmando socialmente a sua matriz lúdica em oposição à sua
primeira forma expressiva - a luta. O método foi o histórico, e a metodologia constituise
por análises documental dos distintos períodos históricos brasileiros, bibliográfica e
de conteúdo.

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.