O Aluno com Deficiência Visual nas Aulas de Educação Física: Análise do Processo Inclusivo

Por: Maria Luíza Tanure Alves.

2013 28/02/2013

Send to Kindle


Resumo

A inclusão deve ser compreendida como uma experiência subjetiva, dependente das crenças, valores, percepções e experiências da pessoa com deficiência. A inclusão está relacionada com a estruturação de um senso de pertencimento, valor e importância dentro do grupo. No âmbito educacional, a inclusão exige a reestruturação da escola e capacitação profissional continuada para o atendimento das necessidades educacionais visando à aprendizagem e interação social do aluno com deficiência. Este tipo de compreensão exige o estudo da inclusão a partir da perspectiva do aluno com deficiência. O presente estudo objetivou investigar a inclusão a partir da perspectiva do aluno com deficiência, buscando a sua concepção e percepção de inclusão nas aulas de educação física. A concepção de inclusão está associada com a ideia ou a crença de como a inclusão deve ocorrer nas aulas de educação física, e a percepção consiste na forma como o aluno com deficiência realmente vivencia a inclusão nas aulas de educação física. O estudo pode ser caracterizado como qualitativo, com natureza exploratória, descritiva e analítica. Os participantes do estudo foram selecionados da Associação Brasileira de Assistência ao Deficiente Visual - Laramara, situada no município de São Paulo-SP. Participaram do estudo oito alunos com deficiência visual, cinco do sexo feminino e três do sexo masculino. Os estudantes tinham idade entre 13 e 18 anos (15,3 ±1,9 anos) e cursavam o ensino fundamental ou médio. Foram realizadas entrevistas semi-estruturadas com roteiro pré-definido, e anotações de campo. As entrevistas foram analisadas de acordo com o método de análise de conteúdo. A concepção de inclusão dos alunos com deficiência visual está vinculada a participação ativa nas atividades propostas nas aulas de educação física, e também com a interação social com seus colegas de classe. Estes fatores atuam de forma indissociável e dependente. No entanto, os alunos com deficiência têm a percepção de não se sentirem incluídos durante nas aulas de educação física devida participação limitada nas atividades e isolamento social do grupo. Neste âmbito, os resultados demonstram que o professor de educação física apresenta um papel fundamental para a percepção de inclusão, bem como a aceitação pelos colegas de classe. 

Endereço: http://www.bibliotecadigital.unicamp.br/document/?code=000902184&opt=1

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.