O América Futebol Clube (mg) e o Profissionalismo: o Mito da Resistência Vermelha (1933-1943)

Por: Sarah Teixeira Soutto Mayor e .

Recorde: Revista de História do Esporte - v.13 - n.2 - 2020

Send to Kindle


.Resumo

O artigo objetiva analisar a construção do que denominamos de “mito da resistência vermelha”, que desencadeou na veiculação da versão que atribui à mudança de cores da camisa do América Futebol Clube (MG) uma ação de protesto à implantação do regime profissional em Minas Gerais, no ano de 1933. Investigamos, especialmente em fontes periódicas, indícios sobre a adoção da cor rubra pelo clube e sua manutenção até o ano de 1943, momento em que o América volta a trajar seu antigo uniforme alviverde. Constatamos explicações diferentes das difundidas atualmente pelo próprio clube e intentamos, assim, desconstruir a versão original do protesto.

Endereço: https://revistas.ufrj.br/index.php/Recorde/article/view/39585

Comentários


:-)





© 1996-2021 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.