O Associativismo Esportivo em Santa Cruz do Sul/Rio Grande do Sul: Configurações de Práticas Culturais (da Década de 1880 à Década de 1910)

Por: .

156 páginas. 2015 21/08/2015

Send to Kindle


Resumo

Santa Cruz do Sul foi fundada, em 1849, como Colônia Alemã. Após um período de adaptação no novo meio e superação das dificuldades da primeira década em terras brasileiras, os imigrantes e descendentes de alemães se uniram para criar associações esportivas que oportunizassem momentos de sociabilidade, lazer e compartilhamento de costumes e ideais. Por meio da apropriação de práticas culturais, os santa-cruzenses produziram e negociaram representações de identidades e distinções. Deste modo, este estudo apresenta como problema de pesquisa a seguinte questão: como as associações esportivas de Santa Cruz do Sul, Rio Grande do Sul, se configuraram em espaços de representações de identidades étnicas e práticas culturais, entre as décadas de 1880 e 1910. A fim de responder ao problema de pesquisa buscamos através dos pressupostos teórico-metodológicos da História Cultural analisar referências bibliográficas e fontes documentais, tanto impressas, como imagéticas. Dentre as fontes impressas, salienta-se o jornal Kolonie, editado inteiramente em alemão gótico, de 1891 a 1941, na localidade. Através da interpretação das fontes observamos particularidades, semelhanças e diferenças quanto à apropriação das práticas culturais pelas associações esportivas emergentes no período deste estudo. As associações de atiradores, de cavaleiros, de bolão e de ginástica buscaram a partir de modelos europeus, reinventar e legitimar um espaço social com representações de distinção social e de identidades étnico- culturais teuto-brasileiras e alemãs. Enquanto que as associações voltadas ao tiro ao alvo e à cavalaria manifestavam representações paramilitares, a sociedade de ginástica, fundada em 1893, se apropriou do movimento Turnen, promovendo eventos e discursos voltados ao culto do corpo alemão. No início do século XX, surgiram novas configurações de práticas culturais, a partir das corridas de cavalo, do tênis e do futebol. Relacionado à emergência de tais práticas, observamos a introdução do termo sport no cenário do associativismo esportivo santa-cruzense. Associado a diferentes representações de identidades, constatamos, especialmente na década de 1910, a apropriação de um discurso que relaciona práticas esportivas com as concepções de sport, saúde e modernidade.

Endereço: http://hdl.handle.net/10183/131478

Ver Arquivo (PDF)

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.