O Atletismo em Aulas de Educação Física: Novas Formas de Intervenção

Por: Valéria Maciel.

VIII EnFEFE - Encontro Fluminense de Educação Física Escolar

Send to Kindle


1- Introdução

A Rede Municipal de Ensino de Americana - Estado de São Paulo, conta com seis escolas de ensino fundamental que funcionam em período integral, onde os alunos permanecem oito horas diárias, e três escolas de período parcial, atendendo por volta de 6.000 alunos.

Em todas as séries do ensino fundamental as aulas de Educação Física são ministradas pôr especialistas, num total de três aulas semanais. Cada instituição possui uma quadra poliesportiva coberta, variedade de materiais e grande espaço para desenvolvimento das aulas. As bases da proposta pedagógica estão calcadas no sócio-construtivismo , abordagem norteadora que vem sendo discutida em nosso sistema de ensino. De acordo com os Parâmetros Curriculares Nacionais ( Brasil, 1998 ):

"Na perspectiva construtivista, a intenção é a construção do conhecimento a partir da interação do sujeito com o mundo, e para cada criança a construção desse conhecimento exige elaboração, ou seja, uma ação sobre o mundo. Nesta concepção, a aquisição do conhecimento é um processo construído pelo indivíduo durante toda a sua vida, não estando pronto ao nascer, nem sendo adquirido passivamente de acordo com as pressões do meio. Conhecer é sempre uma ação que implica esquemas de assimilação e acomodação num processo de constante reorganização"

Há semanalmente um período de 4 horas/aula de reunião pedagógica com a presença de todos os professores da unidade escolar e a cada bimestre uma reunião específica por área envolvendo todos os professores da rede. As reuniões tem como objetivo proporcionar a oportunidade de estudos buscando atualização e aprimoramento técnico-pedagógico. No decorrer desses encontros o conteúdo atletismo se tornou um tema motivante e desafiador para o grupo de professores de Educação Física. O objetivo desse trabalho é mostrar como é desenvolvido o atletismo em aulas de Educação Física da rede.

2- O atletismo nas aulas de educação física

Em um primeiro momento abordamos os aspectos históricos, colocando assim os alunos em contato com o universo do atletismo. Para tanto, utilizamos recursos audio-visuais e visitas ao Centro Esportivo Municipal como estratégias pedagógicas. Na seqüência, estes experimentam as seguintes práticas: salto em altura e distância, corridas de velocidade, de revezamento e resistência, lançamento de pelota e arremesso de peso. No primeiro contato do aluno, cada um participa da sua forma, livre para explorar a prática, e aos poucos o professor propõe situações pedagógicas para que este desenvolva sua técnica. Nesse instante usamos o espaço físico da escola para desenvolver as corridas, bem como materiais alternativos e adaptados para as demais modalidades. Aproveitamos para discutir o caráter competitivo do atletismo ,aspecto esse peculiar ao esporte.

Em outro momento, ainda como parte desse processo realizamos tomadas de tempo e marcas com todos os alunos envolvidos. A partir daí, aqueles que se destacarem pelos bons resultados irão representar a escola em competições municipais, como o JEM - Jogos Escolares Municipais, onde os alunos tem a oportunidade de vivenciar a situação competitiva do esporte. É o momento em que são utilizados o espaço, regras e materiais apropriados para o desenvolvimento das provas do atletismo.

3- Jogos escolares municipais

Em 1995 foram criados os Jogos da União Inter-Ciep, nome proposto pelos próprios alunos dos Centros Integrados de Educação Pública da rede municipal de ensino de Americana-SP. Atualmente são denominados ¨JEM¨, Jogos Escolares Municipais, e consistem em um torneio de jogos e esportes com o objetivo de promover a integração, possibilitando novas vivências da cultura corporal aos alunos de 9 a 16 anos, contando com a participação de aproximadamente 1500 alunos.

4- Avaliação do atletismo como conteúdo

Inicialmente buscou-se compreender como era a aceitação do atletismo pelos alunos da rede. Usamos como instrumento um questionário de três perguntas aplicadas para 60 alunos de 09 a 16 anos . Após a coleta de dados, fizemos a análise de resultados e constatamos que havia grande aceitação por parte dos alunos da modalidade atletismo nas aulas de Ed. Física. Detectamos também que a modalidade não vem sendo tratada com profundidade em instituições públicas estaduais de Americana e de cidades vizinhas , pois na primeira questão, quando perguntamos se já conhecia a modalidade antes de entrar na escola da rede municipal, 42 alunos ( 70% ) responderam que não. Pelo resultado da primeira questão já esperávamos a semelhança no resultado da segunda, quando perguntamos se o aluno já havia praticado atletismo antes de entrar na escola da rede e 53 alunos (88% ) responderam negativamente.

Já na terceira questão, perguntamos qual a prova do atletismo preferida dos alunos ,e as corridas e os saltos empataram em 42% cada. Os arremessos ficaram com 16% da preferência dos alunos.

Num segundo momento usamos a entrevista como instrumento para entender como os alunos percebem o caráter competitivo da modalidade . Apresentaremos a seguir algumas respostas:

1- Como você se sente por não estar participando do JEM? Você gostaria de participar?

"Eu fico um pouco chateada, mas sei que as pessoas que vão são boas, e vão fazer o melhor, fico feliz por isso ( aluna do segundo ano do segundo ciclo - Ciep Cidade Jardim ).

"Eu gostaria de participar, só que eu acho que não sou muito boa no atletismo, então acho que as pessoas que se desenvolvem melhor nas aulas devem participar do JEM " ( aluna do segundo ano do terceiro ciclo - Ciep São Jerônimo ).

"Fiquei muito triste, mas tem gente que saiu melhor do que eu, gostaria muito de ir, porque quando eu participo eu fico orgulhoso, não porque eu tenha ganho, mas porque tive a honra de participar" ( aluno do terceiro ano do segundo ciclo - Ciep São Vito ).

2- Para você, como foi o processo de seleção dos alunos representantes da escola?

" O processo durou semanas, assistimos vídeos e também muitas explicações da professora, enfim essas explicações e vídeos foram muito importantes pois muitos alunos mesmo sem trazer medalhas se sentiram vitoriosos por estarem ali naquele momento". ( aluno do segundo ano do terceiro ciclo - Ciep São Jerônimo ).

" Essa seleção foi bastante justa porque ela pegou todos alunos da escola e todos disputaram e quem foi melhor representou a escola ". ( aluno do terceiro ano do terceiro ciclo - Ciep São Jerônimo ).

5- Perspectivas

Entendemos que a temática do atletismo em aulas de Educação Física não se limita às questões levantadas neste relato, e tão pouco que acreditamos Ter conseguido explorar totalmente este tema. O desafio de abordar este conteúdo de forma ampla, possibilitando uma reflexão mais aprofundada do atletismo, mais precisamente do esporte competitivo, não termina por aqui. Novas intervenções pedagógicas serão construídas nos próximos meses pelo grupo de professores da rede municipal de Americana-SP. A principal meta do grupo é democratizar ainda mais o atletismo dentro das unidades escolares e todas as questões nele inseridas.

6- Bibliografia

  •  Freire, João Batista. Educação Física de Corpo Inteiro. Teoria e Prática da Educação Física. Campinas, SP. Editora Scipione, 1989.
  • Kunz, Eleonor. A transformação didático pedagógica do esporte. Ijuí, RS. Editora Unijuí, 1994.
  • Parâmetros Curriculares Nacionais, PCN. Educação Física. Secretaria de Educação Fundamental, MEC/SEF, Brasil, 1997.

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.