O Atletismo Brasileiro a Partir do Entendimento de Agentes : Gestores, Treinadores, Atletas e Ex-atletas

Por: .

410 páginas. 2018 21/02/2018

Send to Kindle


Resumo

2018

O esporte de alto rendimento é definido como aquele, no qual o atleta busca alcançar os melhores níveis de desempenho na modalidade que pratica. O processo em busca do alto rendimento esportivo pode ser composto por diversos fatores de desenvolvimento: a estrutura física, o incentivo financeiro, a formação dos atletas, dos treinadores e os processos de gestão. Este estudo tem como objetivo geral investigar como ocorre o desenvolvimento do esporte competitivo organizado da modalidade de atletismo no Brasil, a partir da visão de gestores, treinadores, atletas e ex-atletas desta modalidade. Para isso, a tese foi desenvolvida sobretudo em torno de cinco estudos, sendo entrevistados, no total, 29 agentes que fazem parte do atletismo nacional de alto rendimento. No primeiro estudo, foi realizada uma análise documental em sites esportivos e governamentais com relação à estrutura física, equipamentos esportivos e objetivos para o esporte pesquisado. O segundo, apresenta a perspectiva de cinco gestores esportivos de diferentes entidades do atletismo nacional. O terceiro, revela as opiniões de seis treinadores de atletismo com participações nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. O quarto e quinto estudos oferecem, respectivamente, o entendimento de dez atletas brasileiros inseridos no alto rendimento do atletismo e oito ex-atletas olímpicos brasileiros desta modalidade. Para fazer análise dos dados obtidos das entrevistas, foram utilizados os preceitos da técnica Análise do Conteúdo. Os resultados apontaram que há uma concentração maior das estruturas físicas esportivas destinadas tanto à iniciação esportiva, quanto ao alto rendimento, nas regiões de maior desenvolvimento econômico do país (Sul e Sudeste). Inúmeras pistas de atletismo foram construídas e reformadas no Brasil, porém, poucas delas oferecem objetivos claros para com o atletismo brasileiro. Os gestores reconhecem que o Brasil precisa possibilitar condições adequadas em todas as etapas da carreira esportiva do atleta, e o incentivo financeiro ao esportista é um fator que precisa de cautela - para que não desoriente o treinamento de alguns competidores. Os técnicos destacaram o incentivo financeiro como fundamental para o desenvolvimento dos atletas, sobretudo no caso dos jovens, além disso, eles têm recebido jovens atletas com um trabalho de base deficitário, o que atrasa a transição do atleta para o alto rendimento. Na opinião dos atletas, os resultados indicaram elementos relevantes para uma maior inserção e continuidade no atletismo, por exemplo: a importância da figura do treinador, do apoio familiar e do apoio profissional. Destaca-se que todos os atletas investigados receberam incentivos financeiros por meio de bolsas de programas de incentivo ao esporte municipal, estadual e/ou federal. Foi possível identificar que os ex-atletas, mesmo estando entre os melhores do mundo, não contaram com uma estrutura avançada - no Brasil - que os preparasse na transição para o pós-carreira. Sugere-se algumas medidas para contribuir com o desenvolvimento do atletismo nacional: 1) melhorar os critérios de distribuição do investimento financeiro; 2) investir em apoio e suporte para atletas e técnicos; 3) dar atenção especial aos treinadores que estão no meio do caminho, entre a iniciação e o alto rendimento; 4) necessidade de existir um esforço nacional, de diversas entidades, em elaborar um programa nacional que, vise definir o caminho do atleta de atletismo, da iniciação ao alto rendimento; e 5) criar um sistema nacional organizado para seleção e detecção de atletas. 

Endereço: https://acervodigital.ufpr.br/handle/1884/56558

Ver Arquivo (PDF)

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.