O Brasil Entra em Campo! Construções e Reconstruções da Identidade Nacional (1930-1947)

Por: Denaldo Alchorne de Souza.

208 páginas. Annablume. 2008

Send to Kindle


Sobre a Obra

O futebol é um dado cultural inegável da sociedade brasileira, responsável por manifestações coletivas de grandes proporções. Foi essa experiência coletiva que se verificou durante a realização da Copa do Mundo de 1938, quando os torcedores foram às ruas festejar as vitórias da equipe brasileira. Após a competição, se firmaram diversas representações de futebol e de identidade nacional que perduraram até os dias de hoje: "futebol – arte", "pátria em chuteiras", "Brasil, país do futebol"e outras. O Estado esteve presente nesta construção, mas não somente o Estado. A imprensa esportiva também desempenhou importante papel. Mas o quadro não estaria completo se não contássemos com a participação das pessoas humildes, do simples torcedor, dos trabalhadores em geral que tinham concepções diversas sobre nação e identidade nacional, mas, nem por isso, menos importantes. Assim, o principal objetivo deste trabalho é compreender como o futebol foi utilizado simbolicamente por diferentes atores sociais na construção da identidade nacional no Brasil durante as décadas de 1930 e 1940.

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.