O Bullying no Contexto Escolar: Jogo e Estratégias de Intervenção

Por: Amália Marques, Beatriz Pereira, Carlos Neto e Juan Angulo.

XV Conferência Mundial do IPA

Send to Kindle


Resumo

Os nossos estudos têm dado atenção sobre as formas persistentes de comportamentos agressivos ou de intimidação entre pares (Bullying) no meio escolar (Angulo, Neto & Ortega, 2001; Marques, Neto & Pereira, 2001; Pereira, Neto, Marques & Angulo, 2001; Pereira, Neto, Smith & Angulo, 2000). Estes trabalhos de investigação e intervenção integram-se num projecto Europeu (EU Traning and Mobility of Researchers Network: Nature and Prevention of Bullying), mobilizando equipas de Espanha, Inglaterra, Portugal, Alemanha e Itália. Os dados disponíveis permitem concluir que se trata de um fenómeno crescente no quotidiano da vida das crianças e adolescentes no meio escolar (Vítimas e agressores), observando-se que o espaço de recreio é o local em que acontece a maior percentagem destes comportamentos (70 a 75%), seguindo-se os corredores e escadas (30 a 35%) e a sala de aula (cerca de 30%). Para além da definição dos aspectos conceptuais sobre o fenómeno da violência/agressão, da identificação de métodos e técnicas de investigação e implementação de estudos descritivos e comparativos entre diversos países, procura-se no momento encontrar estratégias de intervenção com a finalidade de diminuir as taxas de comportamentos agressivos no meio escolar, com particular atenção para a modificação das condições de supervisão e organização dos recreios escolares. A comunicação pretende apresentar a aplicação de experiências realizadas em escolas Portuguesas ao nível da formação de professores e pessoal não docente, salientando o efeito que as actividades de jogo e de aventura podem ter na diminuição das taxas de "Bullying". Um relevo particular será dado aos dados disponíveis sobre a intervenção em recreios escolares, local em que as percentagens deste tipo de comportamentos são mais elevadas.

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.