O Clube do Voleibol do Sesc Belenzinho (sp) Como Possibilidade de Formação de Cidadãos Para Uma Prática Autônoma e Emancipatória de Esporte e Laze

Por: .

XXV ENAREL - Encontro Nacional de Recreação e Lazer

Send to Kindle


Resumo

O Clube do Voleibol é uma atividade voltada para o público adulto, de 15 a 59 anos, e compõe o Programa Sesc de Esportes do Sesc SP, que “tem como foco a educação por meio do esporte e para o esporte, possibilitan do a prática humana promovedora de infinitas trocas simbólicas, favorável à formação de pessoas e à construção da cidadania, sendo um estímulo prazeroso para a conquista da autonomia corporal, melhoria da qualidade de vida e aprendizado de novas habilidades e expressões corporais” . Na Unidade do Sesc Belenzinho, o Clube do Voleibol atende 30 alunos, que se encontram duas vezes por semana para a prática do Voleibol enquanto vivência de Lazer. A partir do relato de experiência dos próprios alunos e das observações do professor sobre outras práticas da turma relacionadas à modalidade em questão, pretendemos discutir se os conteúdos propostos nos encontros realizados no ano de 2013, o próprio espaço reservado para esta prática e a proposta pedagógica do Programa de Esportes possibilitam aos frequentadores do Clube do Voleibol do Sesc Belenzinho mudanças nas suas experiências de lazer fora do espaço e do tempo que eles reservam aos encontros no Sesc. Defende-se que essa atividade faz parte de um processo socioeducativo, que como toda atividade de lazer como fenômeno social que ocorre na vida cotidiana, sempre educa. Assim, este trabalho pretende buscar elementos que nos apontem para esta educação não formal, e como o conteúdo que é vivenciado e aprendido durante os encontros interfere e possibilita para eles próprios outras práticas esportivas autônomas de Lazer. Durante o primeiro semestre de 2013, alguns elementos já apontam para a forma como os encontros vêm contribuindo para uma formação pelo e para o esporte. Alguns alunos já formaram um grupo que se reúne para jogar voleibol em um espaço fora do Sesc, alunas relataram que estão se sentindo mais seguras em jogar com outras pessoas em espaços abertos, o número de relatos da apreciação de jogos na tevê ou ao vivo aumentaram, acompanhados de dúvidas e identificação com os conteúdos trabalhados nos encontros, e também houve discussões e acordos para respeitar as limitações de cada um dentro da prática, por inciativa dos próprios alunos. A discussão que será proposta no segundo semestre para o grupo é sobre quais os motivos que os levaram a procurar esta prática no Sesc, e como ela vem contribuindo para sua formação como seres humanos. Os encontros são pensados na perspectiva do Esporte Educacional, que tem como pilar o Esporte para Todos, ou seja, um esporte possível para toda e qualquer pessoa. Utilizando uma ferramenta de planejamento e avaliação que pensa os conteúdos em termos conceituais, procedimentais e atitudinais a partir do levantamento de expectativas de aprendizagem, o grande desafio deste trabalho é relatar as experiências dos próprios alunos, e de que forma este programa vem contribuindo para a formação de cidadãos autônomos e, ainda, se há a possibilidade de uma prática esportiva de lazer emancipatória dentro dos espaços que eles frequentam.
 

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.