O Contexto Esportivo Aos Olhos da Psicologia do Esporte: Relações com Fatores Externos

Por: .

Psicologia do Esporte - da Escola a Competição.

Send to Kindle


Resumo

Para entendermos a questão da formação esportiva, temos que considerar a sociedade em que estamos inseridos, caracterizada pela extrema competitividade, de acordo com Machado (2006), “levando-nos a competir quase o tempo todo, e onde o ganhar torna-se uma maneira de satisfação, de recompensa ou uma obrigação [...]” (p. 64), além de fatores tais como a liderança no esporte, a reclusão (concentração em terras brasileiras) e os estados de humor que envolvem cada um dos atores do momento e do espetáculo esportivo.
Muito, além disso, temos que ressaltar na importância da situação: em nenhum momento, no esporte, o atleta deixa de receber influência de alguma assistência, ou seja, um fator externo. Ele está sempre sendo assistido e observado, seja em momentos de treino ou competição, por colegas de equipe, técnico, amigos, família e torcedores ocultos, transcorrendo olhares e comentários que podem influenciar nos estados emocionais e autoestima dos sujeitos. Numa modalidade em que o produto é o jogador, isso acontece com uma frequência maior.
A universidade vem desenvolvendo uma produção de conhecimentos que servem como referências para reflexões acerca de como o esporte é um discurso ideológico representante das classes dominantes da sociedade e do quão enganoso é o “direito” à escalada social no meio esportivo. Pensando nos exemplos diários, da crônica esportiva, temos que muitos de nossos atletas representam milhares de euros e os salários apenas incham os olhos de pais de novatos.

Endereço: http://loja.editorafontoura.com.br/psicologia-do-esporte-da-escola-a-competicao.html

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.