O Corpo Como Vetor Semântico na Educação Física: Uma Perspectiva a Partir de Le Breton

Por: Aloisio Jorge Monteiro, Felipe Lameu dos Santos, Luiz Celso Pinho e Roberta Jardim Coube.

XVIII Congresso Brasileiro de Ciências do Esporte e V Conice - CONBRACE

Send to Kindle


Resumo

Ao trabalharmos com a questão do corpo não o resumimos ao entendimento de sua dimensão física; ao contrário o concebemos como a primeira visibilidade humana, concretude da existência por meio da qual todas as relações humanas se efetivam. Por essa razão, nos valemos da ideia de que o corpo é repleto de sentidos e valores, como marca o antropólogo francês David Le Breton. E sendo assim, o encaramos como o eixo da relação com o mundo, visto que estudá-lo implica desvelar as lógicas sociais e culturais que o envolvem. Partimos de sua valorosa contribuição de corpo como vetor semântico, intentando denunciar a problemática contida em um cotidiano escolar em que o corpo é negado para, por fim, contribuir nas discussões e na construção de uma escola e um currículo de fato referenciado na corporeidade.

Endereço: http://cbce.tempsite.ws/congressos/index.php/conbrace2013/5conice/paper/view/5421

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.