O Corpo na Educação Física Higienista na Linguagem e na Prática

Por: José Luiz dos Anjos.

89 páginas. 1994

Send to Kindle


Resumo

A Educação Física e o trabalho desenvolvido pelos profissionais desta, só podem ser entendidos dentro de uma análise política, no conjunto das relações sociais. A presente pesquisa pretende evidenciar o corpo dentro do contexto escolar na abordagem da linguagem e da prática, durante o período de 1860 à 1930 no cenário brasileiro. A sociedade brasileira que iniciava seus primeiros passos rumo à industrialização, necessitava constituir corpos fortes,que com sua força de trabalho, iria dar impulsos a industrialização da época. Para tanto, buscou-se em um dos ramos da Medicina os conhecimentos destas para erradicar doenças criar costumes e valores higiênicos e, neste intuito, ter o controle da classe operária,q eu durante o período analisado ameaçava a classe dirigente. Embora a "cultura higienista", utilizada pela Educação Física no maeio escolar juntamente com outras Instituições, serviu de controle à sociedade da época, pode-se afirmar que houve contribuições para melhora das condições de vida da sociedade brasileira nos grandes centros urbanos (SP e RJ).

Endereço: http://www.nuteses.temp.ufu.br/tde_busca/processaPesquisa.php?pesqExecutada=2&id=706&listaDetalhes%5B%5D=706&processar=Processar

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.