O Corpo imperfeito : o Cena 11 e as relações entre arte, ciência e tecnologia.

Por: Elisa Abrão.

2007 23/02/2007

Send to Kindle


Resumo

O presente trabalho investiga as relações entre arte, ciência e tecnologia, tomando a dança híbrida como possibilidade para essa análise. Desenvolve pesquisa descritivo-exploratória, de cunho bibliográfico, e faz um estudo de caso da Companhia de Dança Cena 11 (Florianópolis, Brasil), como campo exemplar para essa análise. Realizaram-se entrevistas com os integrantes desse grupo e observação de treinos, espetáculos ao vivo, ensaios e vídeos do grupo. Destacam-se dois eixos para a análise desses dados. O primeiro configura-se pela análise das técnicas de dança "percepção física" e clássica, na arte do Cena 11. Assim, inicialmente, analisa-se a idéia de narrativa na arte do grupo, na busca por compreender a técnica "percepção física", criada e desenvolvida pelo grupo, bem como questionar suas implicações e seus fundamentos. Essa técnica é considerada inovadora pela criação de novos registros corporais. Analisa-se, ainda, a presença de aulas de técnica clássica na preparação física dos dançarinos. Discute-se a concepção de técnica e tecnologia por parte do grupo, analisando-se os recursos tecnológicos que são considerados pelo grupo extensões do ser humano em sua busca por superar os limites do corpo. Discutem-se também as implicações para os seres humanos envolvidos em tal prática, focando principalmente a questão da dor e a necessidade de recursos tecnológicos na realização das técnicas pela companhia. O segundo eixo versa sobre o papel das tecnologias utilizadas pelo grupo Cena 11, foca principalmente a análise das tecnologias nos espetáculos, na forma como a arte do grupo apresenta-se ao público. A utilização das tecnologias e, em certa medida, seu próprio desenvolvimento são permeados por princípios científicos básicos para a realização da arte do grupo. Dentre as teorias científicas, o Grupo Cena 11 destaca o evolucionismo como fundamento para sua arte. Finalizando as reflexões, questiona-se a dimensão "mercadoria" do espetáculo artístico como contrapasso estético. Essa dimensão da análise foi necessária, diante da condição profissional do grupo em estudo, no qual ocorrem relações de produção e trabalho, além da disputa por patrocínio. This research investigates the relations between art, science, and technology, taking the hybrid dance as a matter to analysis. For doing this, a descriptive and exploratory study which includes specific bibliography was developed, as well as a case study about the Brazilian dance theater company Cena 11 (Florianopolis). Interviews with the participants of this company were accomplished, and some of their practices, live shows, and rehearsals were watched. The analysis takes into account two points. The first one is how the company members deal with the dance techniques "physical perception" and traditional ballet. So, at first, the idea of "narrative" in the company's art is analyzed, trying to understand the technique called "physical perception", that was created and developed by the group, and also to question its implications and basis. Such technique is considered innovative, because it creates new technical and physical executions. Also, the research analyzes the presence of classical dance classes in the practices of the company. The company's perception of techniques and technology is discussed, while the technological resources considered by the company as human body extension to overcome its limits are analyzed. Also, the implications of such practice for the human beings involved is discussed, focusing on the sensation of pain and the need of technological resources for performing those techniques. The second point refers to the role of the technologies used by Cena 11, and focus on the technologies performed in the shows, that is, the way the company's art is presented to the audience. The use of the technologies by the company and, at a certain level, its own development are founded in basic scientific principles. Among such scientific theories, Cena 11 emphasizes the Evolutionism as foundation for its art. To finish the reflections, the marketing dimension of the artistic show is questioned as aesthetic counter step. This dimension of the analysis is needed, because of Cena 11 professional conditions, which involve work and production relations, as well as competition for sponsorship.

Endereço: http://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/89689

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.