O Corpo nas Representações Sociais do Professor de Esporte 

Por: Rosângela Cely Branco Lindoso.

121 páginas. 2011 21/03/2011

Send to Kindle


Resumo

A presente pesquisa teve como objetivo compreender as representações sociais de corpo partilhadas por professores de esporte que atuam em escolas públicas e privadas de Recife-PE. O interesse para realização deste estudo decorre de questionamentos acumulados como professora de Educação Física e Esportes, atividade em que o corpo é protagonista, centro do fazer pedagógico. Procuramos, além de identificar as representações, compará-las no grupo pesquisado observando variáveis como faixa etária, rede de ensino, formação continuada e gênero. Utilizamos como referencial a Teoria das Representações Sociais pela possibilidade que nos oferece de compreender a dimensão simbólica que envolve os objetos. Os participantes da pesquisa são 95 professores de educação física e esporte. Os espaços principais para coleta dos dados foram os congressos técnicos para os jogos escolares de Pernambuco, complementados com visita às escolas. Os dados foram coletados através da aplicação do Teste de Associação Livre de Palavras. Por meio deste teste os professores evocavam cinco palavras que viessem imediatamente à lembrança mediante a apresentação da palavra indutora: corpo. Em seguida, escolhiam a palavra mais importante, dentre as evocadas e justificavam a escolha. As evocações foram processadas e analisadas através do software EVOC. Dos resultados do processamento chegamos ao quadro de quatro casas. No primeiro quadrante, localiza-se o provável núcleo central das representações sociais de corpo por professores de esporte apresentado através das palavras: expressão, movimento e saúde. Na primeira periferia, encontramos a palavra força. Na zona de contraste encontramos atividade física, equilíbrio, cultura, estética e liberdade, e na segunda periferia localizam-se os termos beleza, comunicação, coordenação, cuidado, esporte, flexibilidade, performance e vida. As palavras consideradas mais importantes e suas respectivas justificativas também foram objeto de análise. Os resultados apontaram uma oscilação do conteúdo das representações sociais, por um lado, ligada a uma perspectiva biológico/motora e por outro, associada à cultural/expressão. Embora pareça contraditório, os professores de esporte buscam articular as duas vertentes. Os resultados apontam para um processo de transição entre o corpo numa perspectiva tradicional, focada na dimensão biológica, aliado a um processo de atualização que compreende o corpo como objeto multidisciplinar e polissêmico. Chamamos atenção para que essas representações sociais não sejam desconsideradas no processo formativo e nas práticas desses docentes

Endereço: http://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/4096

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.