O Corpo e o Tempo: a Percepção dos Idosos de Um Grupo de Convivência

Por: Giulyanne Maria Lima da Silva, Iraquitan de Oliveira Caminha e Isabelle Sena Gomes.

Pensar a Prática - v.16 - n.4 - 2013

Send to Kindle


Resumo

O crescimento do número de idosos na sociedade brasileira tem estimulado a busca dos pesquisadores em compreender este complexo processo na vida do ser humano. Para o indivíduo idoso, esta fase da vida é marcada por diversas modificações nos aspectos biopsicossociais, que são percebidas conforme o contexto sociocultural no qual está inserido. Nessa perspectiva, este estudo levanta o seguinte questionamento: Quais os componentes sociais da percepção corporal dos idosos participantes de um grupo de convivência? A partir dessa questão, buscou-se analisar a percepção corporal dos idosos participantes de um grupo de convivência e seus componentes sociais. Tratou-se de um estudo descritivo qualitativo de natureza fenomenológica cujos sujeitos foram 6 idosos de ambos os sexos de 60 a 75 anos participantes do grupo de convivência Idosos Ativo da cidade de Bayeux. O instrumento consistiu num roteiro de entrevista e os depoimentos foram analisados por meio da técnica de análise do conteúdo das transcrições nas quais se destacou os componentes sociais expressos na fala dos sujeitos. Concluiu-se que a sociedade atua de forma significante nas percepções dos idosos sobre o envelhecimento e sua auto-imagem. Contudo sugerimos a realização de novos estudos com idosos em diferentes contextos, além dos participantes de grupos de convivência, com o intuito de aprofundar os conhecimentos acerca da influência social sobre o idoso.

Endereço: http://revistas.ufg.br/index.php/fef/article/view/21069

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.