O Currículo da Rede Estadual de Ensino de São Paulo Análise e Crítica das Professoras de Educação Física

Por: Renato de Sá Dias.

168 páginas. 2016 05/04/2016

Send to Kindle


Resumo

No ano de 2008, a Secretaria de Estado da Educação de São Paulo anuncia uma nova proposta curricular para todas as escolas da rede pública estadual de ensino. Em 2010, essa proposta curricular se tornou o currículo oficial. Essa pesquisa tem como objeto de estudo o currículo proposto para a disciplina de educação física. A questão central a orientar nosso trabalho foi procurar compreender a forma como os professores dessa disciplina, que trabalham na rede estadual de ensino, compreendem, analisam e incorporam os objetivos, os procedimentos, as concepções de educação e as diretrizes presentes no currículo oficial em seu cotidiano e prática escolar. As fontes de pesquisa se constituem dos documentos oficiais que subsidiam a proposta, como o documento base, o caderno do professor e o caderno do aluno, do marco regulatório produzido pela SEE-SP e duas entrevistas feitas com professoras da disciplina de educação física. As entrevistas situam a formação dos docentes, a compreensão que possuem sobre o debate curricular, a análise que fazem do processo de implementação e como, em seu trabalho cotidiano na escola, as propostas presentes no currículo foram incorporadas. Nesse processo, o texto apresenta inicialmente diferentes concepções de currículo, que informam o debate atual, na perspectiva de mostrar proximidades e distanciamentos com o currículo oficial. Na sequência, apresenta o currículo oficial, seus fundamentos, diretrizes e eixos estruturantes. Ao final, apresenta a fala das professoras de educação física, especificamente sobre a relação entre sua formação e compreensão dos processos curriculares, a leitura que fazem do currículo oficial, as críticas que manifestam, as experiências que constroem ao lidar cotidianamente com o currículo. Diante dos resultados dessa pesquisa, é possível afirmar que as professoras compreendem de forma parcial o debate curricular, que a resistência ou adesão que manifestam em relação ao currículo oficial é orientada por uma concepção de educação, que elas entendem como crítica e contestadora do discurso oficial. As práticas que relatam mostram que se criticam os objetivos do currículo, especificamente sua imposição e vinculação com a pedagogia das competências.

Endereço: https://bibliotecatede.uninove.br/handle/tede/1407

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.