O Debate da Qualidade de Vida Como Instrumento de Democratização do Lazer no Espaço Urbano

Por: Isabela Veloso Lopes Versiani.

Licere - v.22 - n.4 - 2019

Send to Kindle


Resumo

Embora se verifique uma constante associação do lazer com a temática da qualidade de vida e questões urbanas, um aprofundamento direto dessas relações ainda é escasso. Assim, o presente artigo, de escopo teórico, propõe reflexões na direção de uma maior aproximação dessas duas áreas, buscando contribuir para uma inserção/legitimação do lazer nas discussões urbanas a partir de sua compreensão vinculada ao paradigma da qualidade de vida urbana em construção, sobretudo no sentido de colaborar para o direcionamento de ações de planejamento urbano e políticas públicas específicas para sua maior democratização. Dentre os resultados, verifica-se que uma maior aproximação do campo do lazer a esse novo paradigma reafirma a importância dos espaços públicos como meio para se ampliar o acesso às vivências de lazer nas cidades, essenciais na composição do direito à cidade e à qualidade de vida em sua totalidade.

Downloads

Referências

ALLARDT, Erik. Having, Loving, Being: an alternative to the Swedish Modelo of Welfare Research. In: NUSSBAUM, Martha; SEN, Amartya (Org.) The Quality of Life. Oxford University Press: New York, 1993. p.88-94.

BRASIL, Constituição (1988). In: Constituição da República Federativa do Brasil: promulgada em 5 de outubro de 1988. Obra coletiva de autoria da Editora Saraiva. São Paulo: Saraiva, 2006.

BRASIL, Congresso Nacional. Lei n. 10.257 de 10 de julho de 2001(Estatuto da Cidade). Regulamenta os arts. 182 e 183 da Constituição Federal, estabelece diretrizes gerais da política urbana e dá outras providências. Disponível em: Acesso em: 10 maio 2008.

BRASIL, Ministério do Esporte. I Conferência Nacional do Esporte. Brasília-DF, junho, 2004. Disponível em: <http://portal.esporte.gov.br/conferencianacional/default.jsp> . Acesso em: 25 set. 2004.

________, Ministério do Esporte. II Conferência Nacional do Esporte. Brasília-DF, maio, 2006. Disponível em: <http://portal.esporte.gov.br/conferencianacional/default.jsp>. Acesso em: 20 set. 2007.

BRASIL. Ministério do Esporte. III Conferência Nacional do Esporte. Brasília-DF, junho, 2010. Disponível em: <http://portal.esporte.gov.br/conferencianacional/default.jsp>. Acesso em: 26 set. 2010.

BELO HORIZONTE. Secretaria de Planejamento/Indicadores. Disponível em: < http://portalpbh.pbh.gov.br/pbh/ >. Último acesso em: Janeiro, 2010.

BOGOTÁ COMO VAMOS. Colômbia. Disponível em: http://www.bogotacomovamos.org . Acesso em 15 jan. 2010.

BONALUME, Cláudia. O lazer numa proposta de desenvolvimento voltada à qualidade de vida. In: MÜLLER, Ademir; DA COSTA, Lamartine. Lazer e desenvolvimento regional. Santa Cruz do Sul, SC: EDNISC, 2002. p. 187- 212.

CASTELLANI FILHO, Lino. Lazer e Qualidade de Vida. In: MARCELLINO, Nelson. (org.) Políticas Públicas Setoriais de Lazer: o papel das prefeituras. Campinas, SP: Autores Associados, 1996. p. 7- 21.

CASTELLANI FILHO, Lino. Gestão Municipal e política de lazer. In: YSAYAMA, Helder; LINHALES, Meily. (Orgs.) Sobre lazer e política: maneiras de ver, maneiras de fazer. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2006. p.119-135.

CASTELLS, Manuel. A questão urbana. Tradução de Arlene Caetano. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2006 (1972). 590 p.

DUMAZEDIER, Joffre. Sociologia Empírica do Lazer. São Paulo: Editora Perspectiva, 1974. 244 p.

GLOBAL CITY INDICATORS. Indicadores Urbanos Globais: Uma Abordagem Integrada para a Mensuração e Monitoramento do Desempenho das Cidades. 2002. Disponível em: < http://cityindicators.org> . Último acesso em: 25 jan. 2010.

GOMES, Christianne. Lazer, trabalho e qualidade de vida. In: CONGRESO DE EDUCACIÓN FÍSICA E CIENCIAS DO DEPORTE DOS PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA, 6., 1998, A Coruña. Deporte e Humanismo en Clave de Futuro. Anais... A Coruña: Universidade da Coruña, 1998 (não paginado).

GOMES, Christianne. Lazer - Concepções. In: GOMES, Christianne Luce (org.). Dicionário Crítico do Lazer. Belo Horizonte: Autêntica, 2004. p.119 -125.

GOMES, Christianne. Lazer e Cidade: reflexões. In: As Cidades da Cidade. Carlos Antônio Leite Brandão (org.) Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2006. p. 171-184.

HERCULANO, Selene. A qualidade de vida e seus indicadores. In: Revista Ambiente e Sociedade, Campinas, UNICAMP/NEPAM, Ano I, n. 2, 1º semestre de 1998. p.01-24.

LEFÈBVRE, Henri. Espaço e Política. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2008 (1972). 192 p.

LINHALES, Meily. Lazer, Cidadania e Qualidade de Vida - Reflexões acerca da possibilidade da Liberdade e da Ação Política. In: Licere. v.2, n.1, abril, 1999. Disponível em: https://seer.ufmg.br/index.php/licere/article/view/3967 . Acesso em: 02 dez. 2018.

LINHALES, Meily et al. Esporte e Lazer na Grande-BH: por onde caminham as gestões públicas. In: LINHALES, Meily; ISAYAMA, Hélder (Orgs.).Avaliação de políticas e políticas de avaliação: questões para o esporte e o lazer. Belo Horizonte: Editora UFMA, 2008. p. 13-57.

LOJKINE, Jean. O Estado capitalista e a questão urbana. 2. ed. São Paulo: Martins Fontes, 1997. 360 p.

MAGNANI, José. Festa no Pedaço: cultura popular e lazer na cidade. 3.ed. São Paulo: Hucitec/UNESP, 2003. 192 p.

MARCELLINO, Nelson. Subsídios para uma política de lazer: o papel da Administração Municipal. In: _______ (Org.). Políticas públicas setoriais de lazer: o papel das Prefeituras. Campinas, SP: Autores Associados, 1996. p.23- 30.

_________, O lazer e os espaços na cidade. In: ISAYAMA, Helder; LINHALES, Meily (Orgs.) Sobre lazer e política: maneiras de ver, maneiras de fazer. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2006. p. 65-92.

MARCELLINO, Nelson et al. Introdução. In: __________, Espaços e equipamentos de lazer em região metropolitana: o caso da RMC - Região Metropolitana de Campinas. Curitiba: Opus, 2007. p.10-28.

MARQUES, Renato. Esporte e Qualidade de Vida: reflexão sociológica. 2007. 160f. Dissertação (Mestrado em Educação Física) – Faculdade de Educação Física. Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2007.

MASCARENHAS, Fernando. Lazer e grupos sociais: concepções e método. 2000. 122 f. Dissertação (Mestrado), Faculdade de Educação Física, Universidade Estadual de Campinas, 2000. Disponível em: <http://cutter.unicamp.br/document/?code=vtls000213344&fd=y>. Acesso em: 15 ago. 2008.

MASCARENHAS, Fernando. “Lazerania” também é conquista: tendências e desafios na era do mercado. In: MOVIMENTO, Porto Alegre, v. 10, n. 2, p. 73-90, maio/ago. 2004. Disponível em: http://boletimef.org/?canal=12&file=897 . Acesso em: 10 jan. 2008.

MELO, Victor; ALVES JUNIOR, Edmundo. Introdução ao Lazer. Barueri, SP: Manole, 2003.

MORAIS, Patrícia. Lazer – Qualidade de Vida e Cidadania. In: Licere. v.2, n.1, abril, 1999. Disponível em: https://seer.ufmg.br/index.php/licere/article/view/3968 . Acesso em 2 dez. 2018.

MUNHOZ, Virna. O lazer como direito social na Prefeitura de Belo Horizonte. In: LINHALES, Meily; ISAYAMA, Hélder (Orgs.).Avaliação de políticas e políticas de avaliação: questões para o esporte e o lazer. Belo Horizonte: Editora UFMA, 2008. p. 59- 99.

NAHAS, Maria. Indicadores Intra-Urbanos como instrumentos de gestão da qualidade de vida urbana em grandes cidades: uma discussão teórico-metodológica. In: VITTE, Claudete; KEINERT, Tânia(Orgs.) Qualidade de Vida, Planejamento e Gestão Urbana: discussões teórico-metodológicas. Rio de Janeiro, Bertrand Brasil, 2009. p.123-153.

NAHAS, Markus. Atividade física, saúde e qualidade de vida: conceitos e sugestões para um Estilo de Vida Ativo. 4.ed. Londrina: Midiograf, 2006. 282 p.

NAVARRO, Vera Lucia. Trabalho, saúde e tempo livre sob os domínios do capital. In: PADILHA, Walkíria (Org.). Dialética do Lazer. São Paulo: Cortez, 2006.p.50-74.

OLIVEIRA, Lucimara; MASCARÓ, Juan. Análise da qualidade de vida urbana sob a ótima dos espaços públicos de lazer. In: Ambiente Construído, Porto Alegre, v.7,n2, p.59-69, abr./jun. 2007. ISSN 1678-8621. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/ambienteconstruido/article/viewFile/3737/2090 Acesso em: 30 out.2016.

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS (ONU). Declaração dos Direitos Humanos. 1948.

PADILHA, Walkíria. Introdução. In: ________ (Org.). Dialética do Lazer. São Paulo: Cortez, 2006. p.9-18.

PELLEGRIN, Ana. Equipamento de Lazer. In: GOMES, Christianne Luce (Org.). Dicionário Crítico do Lazer. Belo Horizonte: Autêntica, 2004. p.69-73.

PORTO. Câmara Municipal. Sistema de Monitorização de Qualidade de Vida Urbana. Disponível em: <http://www.cm-porto.pt/gen.pl?sid=cmp.sections/915>. Acesso em: 15 jan. 2010.

REDE NOSSA SÃO PAULO. Quem somos. Disponível em: <http://www.nossasaopaulo.org.br/portal> . Acesso em: 20 jan. 2010.

SALDANHA FILHO, Matheus. Formulando políticas públicas do esporte e lazer no âmbito da cidade. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIAS DO ESPORTE, 13., 2003, Caxambu. 25 anos de história: o percurso do CBCE na educação física brasileira. Anais... Caxambu: Colégio Brasileiro de Ciências do Esporte, 2003. Disponível em: <http://boletimef.org/?canal=12&file=880 >. Acesso em: 10 jan. 2008.

SANTANA, Marco. Memória, cidade e cidadania. In: COSTA, I.; GONDAR, J. (Orgs.). Memória e Espaço. Rio de Janeiro, 7Letras, 2000. p. 44-53.

SEN, Amartya. Capability and Well-Being. In: NUSSBAUM, Martha; SEN, Amartya (Orgs.) The Quality of Life. Oxford University Press: New York, 1993. p. 30-53.

SILVA, Kelson. Lazer, espaço público e qualidade de vida na capital Potiguar – ensaio exploratório. Turismo: Estudos e Práticas – UERN, Mossoró/RN, vol.1, n.2, p. 48-60, jul./dez. 2012 [ISSN 2316-1493]. Disponível em: http://periodicos.uern.br/index.php/turismo. Acesso em: 30 out. 2016.

SILVA, Emília et al. Espaços públicos de lazer na promoção da qualidade de vida: uma revisão integrativa. Licere. v. 16, n.2, junho. 2013. p. 1-18. Disponível em: https://seer.ufmg.br/index.php/licere/article/view/372 . Acesso em: 02 dez. 2018.

SOUZA, Marcelo. Mudar a cidade: uma introdução crítica ao planejamento e à gestão urbanos. 5.ed. Rio de Janeiro: Bertrand, 2008. 560 p.

THE QUALITY OF LIFE PROJECT. Nova Zelândia. Disponível em: < http://www.bigcities.govt.nz/index.htm> . Acesso em: 15 jan. 2010.

VÉRAS, Maura. Trocando Olhares: uma introdução à construção sociológica da cidade. São Paulo: Studio Nobel: EDUC, 2000. 117 p.

VILARTA, Roberto (Org.). Qualidade de Vida e Políticas Públicas: saúde, lazer e atividade física. Campinas, SP: IPPS Editorial, 2004. 154p.

VITTE, Claudete. Planejamento urbano, sustentabilidade urbana e qualidade de vida: considerações sobre o significado de cidade e de cidadania no início do século XXI. In: KEINERT, Tânia; KARRUZ, Ana Paula (Orgs.) Qualidade de Vida: observatórios, experiências e metodologias. São Paulo: Annablume: Fapesp, 2002. p.21- 38.

VITTE, Claudete. A qualidade de vida urbana e sua dimensão subjetiva: uma contribuição ao debate sobre políticas públicas e sobre a cidade. In: VITTE, Claudete; KEINERT, Tânia(Orgs.) Qualidade de Vida, Planejamento e Gestão Urbana: discussões teórico-metodológicas. Rio de Janeiro, Bertrand Brasil, 2009. p.89-110.

VITTE, Claudete; KEINERT, Tânia. Apresentação. In: _________(Orgs.) Qualidade de Vida, Planejamento e Gestão Urbana: discussões teórico-metodológicas. Rio de Janeiro, Bertrand Brasil, 2009. p. 09-11.

YUAN, Lim; YUEN, Belinda; LOW, Christine. Quality of life in cities – Definition , Approches and Research. In :__________, Urban Quality of Life: critical issues and options. Singapura, National University of Singapore, 1999. p.01- 12.

PDF

Publicado
2019-12-24
Como Citar
Versiani, I. V. L. (2019). O Debate da Qualidade de Vida como Instrumento de Democratização do Lazer no Espaço Urbano. LICERE - Revista Do Programa De Pós-graduação Interdisciplinar Em Estudos Do Lazer, 22(4), 680-718. https://doi.org/10.35699/1981-3171.2019.16285
Edição
v. 22 n. 4 (2019): dezembro

Endereço: https://periodicos.ufmg.br/index.php/licere/article/view/16285

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.