O Deficiente Visual e a Ginástica Rítmica Desportiva: Uma Parceria Possivel

Por: Ana Paula Rebello, Rejane Gonçalves e .

VI Congresso de Educação Física e Ciências do Desporto dos Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

Esta proposta tem como objetivo, mostrar a importância das atividades de expressão corporal, através dos movimentos mais específicos da Ginástica Rítmica Desportiva, para o deficiente visual. A música, o ritmo e os movimentos corporais em união com aparelhos adaptados da Ginástica Rítmica Desportiva fazem com que o deficiente visual venha a adquirir e executar combinações, que auxiliam no seu dia a dia. De acordo com Gândara(1994), o deficiente visual só consegue perceber o mundo através do tato e da audição. Portanto acreditamos que através dos movimentos com aparelhos adaptados da Ginástica Rítmica Desportiva, o deficiente visual desenvolve uma condição corporal que facilita a sua auto expressão, a comunicação e a sua independência de ação e locomoção diante do tempo e do espaço. A nossa proposta de trabalho é voltada exatamente para o deficiente visual. Desta forma dividimos o nosso trabalho em cinco momentos que destacamos a seguir

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.