O Discurso Adolescente Sobre a Aula de Educação Física: Uma Análise na Perspectiva de Gênero

Por: Diná Guimarães de Faria.

VII Congresso de Educação Física e Ciências do Desporto dos Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

Este trabalho está centrado no discurso adolescente sobre a aula de Educação Física, analisando, na perspectiva de gênero, a valorização e os interesses que meninos e meninas da 7a e da 8a série do 1a grau, de duas instituições de ensino da cidade de Campinas, sendo uma darede particular eoutra da rede pública, manifestaram quanto a esta disciplina. Aleitura do discurso implicou a compreensão do sujeito que ofaz, exigindo um levantamento dos conflitos etransformações daadolescência que partem do corpo dessessujeitos e passam a se expressar fora dos limites corporais. Diante denovas expectativas e padrões decomportamento quese apresentam, diferenciandose mais institucionalizadamente meninos e meninas, fez-se necessário conhecer os interesses, motivações, sentimentos e considerações que ambos os gêneros apresentam quanto à aula deEducação Física. Alguns aspectos darelação motivação e comportamento foram levantados, voltando-se para a motivação social e comportamento social e a motivação para a atividadefísica. Emse tratando da aula de Educação Física, fez-se necessário um levantamento decomo estadisciplina identifica esses sujeitos e comoos trabalha enquanto corpodocente e conteúdo desenvolvido. Os dados obtidos revelaram que, dos meninos e meninas quese manifestaram, a grande maioria apresenta uma valorização positiva paraa Educação Física, embora acompanhada de algumas interferências como, afiguradoprofessorado, o conteúdo trabalhado e a estrutura escolar, que demaneira geral mais prejudicam do que contribuem na valorização final dadisciplina, principalmente nasmanifestações das meninas. Quanto aos principais interesses, de meninos e meninas, foi identificado que estes se apresentammuito semelhantes, embora possam estar voltados para diferentes fins e correspoderem à realidades distintas. Portanto, a menina ainda seguetendo dificuldades no trato pedagógico na medida em que à Educação Física escolar, através do professorado e doconteúdo desenvolvido, apresenta-se: reproduzindo as expectativas e padrões decomportamento; reforçando asdiferenças sem que ofereça as,ainda que poucas, mas mesmas oportunidades para meninose meninas; distante de promovera integração das características de ambos os gêneros; e principalmente distante de promover a participação feminina.

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.