O Discurso de Veículos Jornalísticos e a Repercussão da Audiência no Twitter Sobre os Protestos de 15 de Março de 2015 no Brasil

Por: Gabriela Zago, Maria Clara Aquino Bittencourt e Raquel Recuero.

Intercom - Revista Brasileira de Ciências da Comunicação - v.39 - n.3 - 2016

Send to Kindle


Resumo

O trabalho tem por objetivo discutir como os veículos jornalísticos descreveram os protestos de 15 de março de 2015 no Twitter e como essas descrições repercutiram em suas audiências na mesma ferramenta. Para tanto, parte de um conjunto de dados composto por tweets e  retweets de Carta Capital, UOL Notícias, Estadão, G1 e Folha de S.Paulo. O discurso dos veículos foi observado a partir do emprego de uma análise de conteúdo focada em contingência, ao passo que a repercussão foi observada por meio da identificação das mensagens mais replicadas. Os resultados apontam  para pequenas diferenças na agenda entre o que os meios postam e o que o público confere destaque por meio de retweets. Percebe-se que o protesto ter sido ou não contra o governo Dilma pode não ter sido o que mais interessou as audiências naquele momento. Informações pontuais sobre os atos nas ruas receberam mais destaque por meio dos retweets do que outras que apenas anunciavam os  protestos.

Endereço: http://portcom.intercom.org.br/revistas/index.php/revistaintercom/article/view/2561

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2017 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.