O Dualismo Mente-corpo: Implicações Para a Prática da Atividade Física

Por: Lucas Vieira Dutra.

196 páginas. 1996

Send to Kindle


Resumo

O assunto desta tese é o o problema da relação entre Corpo e Mente, bem como algumas de suas implicações para a atividade física humana. Discutimos inicialmente em que consiste este problema, tentando identificar alguns de seus componentes, em especial, as conceituações do que seria ‘mente’ e ‘corpo’ e a relação entre eles. Investigando as raízes filosóficas subjacentes a este debate, consideramos, na antigüidade, as contribuições das tradições: Idealista, representada pelo trabalho de Parmênides e Platão, Monista e Dualista, através de Heráclito e Aristóteles. A seguir, verificamos, na modernidade, os reflexos destas tradições, através das concepões dualistas e materialistas dos estados mentais. Como principal representante da visão dualista do problema mente-corpo, consideramos o raciocínio de René Descartes nas obras Meditações e As paixões da alma. O posicionamento cartesiano ainda possui muitos defensores, apesar das dificuldades apontadas pelos seus críticos. O trabalho de um crítico de Descartes, o filósofo inglês Gilbert Ryle, é discutido em relação ao que pretende apontar de equóvocos lingüísticos no raciocínio cartesiano. Neste tipo de erro residiria, segundo Ryle, grande parte da fragilidade lógica da visão dualista. Outro posicionamento que identifica certas dificuldades na visão dualista seria o materialismo. Discutimos neste âmbito algumas contribuições para o debate materialismo/dualismo, oriundas do eliminativismo, do materialismo reducionista e do Funcionalismo. Analisamos também a incorporação da abordagem funcionalista ao programa da Ciência Cognitiva, durante as décadas de 70 e 80. Em seguida, discutimos as implicações da visão dualista para a prática da atividade física, através da análise de alguns estudiosos da Motricidade Humana. estes estudos versam sobre vários aspectos, tais como: saúde "fitness" e a necessidade de considerar o fenômeno do movimento humano de uma perspectiva mais holística, integradora dos vários aspectos do Homem que foram se compartimentalizando ao longo dos séculos.Terminamos a tese sugerindo que a análise do conponente lingüístico pode exercer um papel importante no estudo do problema da relação mente-corpo. Este aspecto da linguagem parece estar subjacente nas discussões tanto teóricas quanto prática que muitas vezes implica em equívocos que dificultam o debate, levando a obstáculos trabalhosos de parte a parte.

Endereço: http://www.nuteses.temp.ufu.br/tde_busca/processaPesquisa.php?pesqExecutada=2&id=1666&listaDetalhes%5B%5D=1666&processar=Processar

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.