O Efeito Antidepressivo do Exercício Físico

Por: Adauto João Pulcinelli e .

Revista Brasileira de Ciência & Movimento - v.18 - n.2 - 2010

Send to Kindle


Resumo

Este artigo revisa estudos que investigaram a ação antidepressiva do exercício físico no tratamento terapêutico de transtornos mentais. O levantamento bibliográfico foi realizado na base de dados Medline, Embase, Sport Discus, PsycLit, PsicoInfo, WebSciense, usando os seguintes unitermos: physical exercise, physical activity, mental heath, mental disorder, depression. Foram consultados estudos publicados entre os anos 2000 e 2009 que descrevem a associação entre sintomas de depressão e o exercício físico. Adicionalmente, são descritos parâmetros para a prescrição e controle de programas de exercícios físicos voltados para indivíduos com transtornos mentais. Apesar dos problemas metodológicos apontados por alguns autores, uma ampla base de evidências teóricas ressaltando a ação antidepressiva do exercício físico aqui reunido indica que o desenvolvimento da aptidão física pode ser benéfico para o tratamento terapêutico de indivíduos com transtornos mentais.

Endereço: http://portalrevistas.ucb.br/index.php/RBCM/article/view/1156

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.