O Efeito da Associação do Treinamento Aeróbio com o Consumo de Erva Mate em Curto Período de Tempo na Cardioproteção de Ratos Wistar

Por: Fábio Luiz Candido Cahue.

73 páginas. 2015 24/02/2015

Send to Kindle


Resumo

As Doenças Cardiovasculares (DCVs) são a principal causa de morte no mundo. O Infarto Agudo do Miocárdio (IAM) é um evento relacionado às DCVs e consiste em longos períodos de isquemia, que podem ser seguidos por reperfusão. A sobrevivência a um IAM é determinada pela resistência do músculo cardíaco e este fenômeno é conhecido como cardioproteção. O treinamento físico e o uso de produtos naturais são estratégias relacionadas à promoção de cardioproteção. Neste trabalho a combinação do treinamento aeróbio e o consumo de Ilex paraguariensis (MATE) por um período curto de tempo foi estudado para investigar seus papéis na cardioproteção. Ratos Wistar machos (n=67, 250 ± 50g) foram divididos em quarto grupos: sedentário (SC), sedentário + MATE (SM), treinamento físico (EC) e treinamento físico + MATE (EM). Os grupos SM e EM receberam 1g/kg massa corporal/dia de MATE diluídos em 1 mL de água via gavagem. A rotina de treinamento físicos (grupos EC e EM) consistiu em 30 min com sobrecarga de 5% massa corporal. Após sete dias de intervenção os animais foram sacrificados e parte deles (n=36) foram induzidos a IAM ex-vivo (isquemia/reperfusão (I/R) global) e tiveram a pressão desenvolvida do ventrículo esquerdo (PDVE) e a área de infarto (AI) avaliadas enquanto a outra parte (n=31) foram direcionadas para as análises de estresse oxidativo (peroxidação lipídica (TBARS), proteína carbonilada (PC), glutationa reduzida (GSH), oxidada (GSSG) e razão GSH/GSSG) de atividade das enzimas antioxidantes (Catalase e Superóxido Dismutase (SOD)), da capacidade antioxidante sistêmica (capacidade antioxidante total (CAT), Ácido Úrico (AU)), dos biomarcadores de lesão celular (CK, LDH, TGO, TGP, Gama-GT), da concentração plasmática de nitrito e da atividade da NADPH Oxidase cardíaca. Os animais dos grupos SM e EC mostraram melhor PDVE e redução da AI após I/R comparado aos grupos EM e SC. No grupo EM, a concentração de PC encontrou-se maior no plasma em relação aos grupos SM e EC. No tecido cardíaco, porém, o conteúdo de PC foi maior no grupo SM comparado ao grupo EM. A atividade da SOD apresentou um aumento significativo em eritrócitos nos grupos SM, EC e EM enquanto que, em tecido cardíaco, o aumento foi visto somente no grupo EC. A razão GSH/GSSG teve um aumento significativo no tecido cardíaco do grupo SM iiiiii comparado ao grupo EC. Uma diminuição significativa no Gama-GT plasmático foi vista no grupo EM comparado ao grupo EC. Nenhuma mudança foi observada para a atividade das enzimas catalase e NADPH oxidase cardíaca, bem como na CAT e nas concentração plasmática de nitrito e AU. Os dados sugerem que o consumo de MATE inibiu as adaptações antioxidantes promovidas pelo treinamento físico aeróbio. Este estudo mostrou pela primeira vez a cardioproteção promovida pelo consumo de MATE por curto período de tempo. Os resultados sugerem que o efeito pro-oxidante do consumo do MATE pode ter um papel importante na cardioproteção.

Endereço: http://www.eefd.ufrj.br/stricto-sensu

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.