O Efeito da Interferência Contextual na Aprendizagem de Uma Tarefa de Apontamento Manual

Por: Guilherme Menezes Lage, , Natália Lelis-torres e Tércio Apolinário de Souza.

Revista da Educação Física - UEM - v.29 - n.1 - 2018

Send to Kindle


Resumo

Pouco se sabe a respeito da associação entre o efeito da interferência contextual (EIC) e medidas cinemáticas. O objetivo do presente estudo foi investigar o EIC nos perfis cinemáticos de velocidade e aceleração do membro superior. Vinte e dois participantes (23,7 ± 3,3 anos) foram alocados em dois grupos de prática: em blocos (GPB) e aleatória (GPA). A tarefa consistiu em acertar três alvos apresentados no monitor em três sequências pré-determinadas o mais rápido e preciso possível. O estudo foi dividido em fase de aquisição e teste de transferência. As variáveis de desempenho foram tempo de reação, tempo de movimento e tempo de resposta e as variáveis cinemáticas foram pico de velocidade, tempo relativo para o pico de velocidade e número de correções para alcançar o alvo. Os principais achados mostraram que o GPA apresentou menor tempo de movimento e de resposta do que o GPB. Análise de regressão indicou que a mudança observada ao longo da prática para a medida de pico de velocidade estava associada à mudança do tempo de reação da fase de aquisição para o teste de transferência. Como o pico de velocidade é uma medida associada à pré-programação, sugere-se que o controle central seja essencial para a observação do EIC.

Endereço: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/RevEducFis/article/view/30776

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.