O Efeito da Idade Relativa Entre os Jogadores de Futebol: Estudo de Caso na Copa do Brasil Sub-17

Por: Adeiton dos Santos Gonzaga, Israel Teoldo da Costa e Thais Rodrigues Brum.

XIV Congresso de Educação Física e Ciências do Desporto dos Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

Objetivo:
O objetivo deste estudo consiste em verificar a presença do efeito da idade relativa (EIR) entre os jogadores de futebol que disputaram a Copa do Brasil na categoria sub-17 no ano de 2010.

Métodos e Resultados:
A amostra é composta pelos dados de 402 jogadores. Os dados foram coletados através da certidão de nascimento e ficha de inscrição dos jogadores, registrados numa planilha do Windows Excel 2010, onde foram organizados em quartis: Q1-janeiro, fevereiro e março, Q2-abril, maio e junho, Q3-julho, agosto e setembro, Q4- outubro, novembro e dezembro. Para analise estatística foi utilizado estatística descritiva, teste de normalidade (Kolmogorov Smirnov) e teste qui-quadrado (χ²). O nível de significância adotado foi p< 0,05. Foi utilizado o software SPSS for Windows®, versão 18.0. A frequência observada de jogadores nos quartis foi: Q1-157, Q2-120 Q3-74 e o Q4-51. O teste qui-quadrado revelou diferenças estatísticas significativas entre Q1 X Q2 (χ²(1)=4,972; p=0, 026), Q1 X Q3 (χ²(1)=29,823; p<0,001), Q1 X Q4 (χ²(1)=54,019; p<0,001), Q2 X Q3 (χ²(1)=10,907; p=0,001), Q2 X Q4 (χ²(1)=27,842; p<0,001), Q3 X Q4 (χ²(1)=4,232; p=0,040).

Conclusão:
Conclui-se que o efeito da idade relativa (EIR) está presente no grupo de jogadores que disputaram a Copa do Brasil sub-17 no ano de 2010.

Tags: ,

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.