O Efeito do Treinamento de Exercício de Flexibilidade Sobre a Marcha de Idosas

Por: Fabiano Cristopoliski.

83 páginas. 2006 14/12/2006

Send to Kindle


Resumo

O estudo objetivou verificar o efeito do treinamento de exercícios de flexibilidade dos músculos extensores e flexores do quadril e flexores plantares do tornozelo sobre a marcha de mulheres idosas. Uma amostra de 20 mulheres idosas foi dividia em um grupo experimental (n=12; 65,9 ± 4,2 anos; IMC = 24,9 ± 3,5 kg/m2 ) e em um grupo controle (n = 8; 65,4 ± 2,9 anos; IMC = 24,7 ± 1,0 kg/m2 ). Os grupos foram analisados antes e após um programa de flexibilidade. As participantes compareceram ao laboratório para duas sessões experimentais, nas quais a marcha e a amplitude articular estática foram analisadas quantitativamente. Foram realizadas 12 sessões (quatro semanas) de quatro séries de 60s exercícios estáticos de flexibilidade para os músculos flexores e extensores da articulação do quadril e flexores plantares do tornozelo. As participantes do grupo controle fizeram somente a avaliação da marcha e da amplitude articular estática. Após treinamento de flexibilidade, a marcha das participantes do grupo experimental apresentou menor pico de inclinação anterior e maior amplitude na inclinação lateral e rotação da pelve. Essas mudanças propiciaram um maior comprimento da passada e velocidade da marcha. Um maior tempo na fase de oscilação e menor tempo na fase de duplo apoio também foram encontrados. Não foram identificadas alterações no grupo controle. Os resultados mostram que após os exercícios de flexibilidade as mulheres idosas apresentaram mudanças na marcha que reduzem o risco de quedas. Os efeitos da idade sobre a marcha foram revertidos e as participantes apresentaram um padrão similar aos adultos jovens após o programa de treinamento de flexibilidade. 

Endereço: http://hdl.handle.net/1884/11396

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.