O Efeito do Treino da Visão Periférica na Correlação Entre Chutes Para o Gol e Tentos Realizados no Futsal

Por: Guilherme Soares Garcia, Nelson Kautzner Marques Junior e Vernon Furtado da Silva.

Conexões - v.6 - n.2 - 2008

Send to Kindle


Resumo

O objetivo do estudo foi determinar o efeito do treino da visão periférica na correlação entre chutes para o gol e tentos realizados no futsal. A amostra foi composta por dez meninos com 10,4±2,31 anos que foram divididos entre grupo experimental (GE) e grupo controle (GC). Esses jovens realizaram 25 sessões, o GE praticou o treino da visão periférica (TVP), enquanto que o GC realizou 15 sessões do treino tradicional e se exercitou em 10 sessões do TVP. O TVP ensina o futebolista a atuar na partida com ênfase na visão espacial através do treino técnico, treino situacional, treino tático e no jogo. O campeonato em dupla foi filmado pela câmera Sony Handycam Vision CCD-TRV 12 e posteriormente foram quantificados os chutes e gols das respectivas zonas da quadra por scout. Os resultados apresentaram um r insignificante (p>0,05) por zona do campo do GE e do GC. Todas as zonas da quadra foram significantes (p≤0,05) para o GC (r = - 0,97) e insignificante (p>0,05) para o GC. Concluindo, nesta pesquisa foi evidenciado que o mais importante é a precisão do chute que resulta em gol e não a alta quantidade desse fundamento no jogo.

Endereço: http://fefnet178.fef.unicamp.br/ojs/index.php/fef/article/view/250

Tags: ,

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.