O Embate de Projetos na Formação de Professores de Educação Física: Além da Dualidade Licenciatura - Bacharelado

Por: Amália Catharina Santos Cruz.

151 páginas. 2009 29/05/2009

Send to Kindle


Resumo

Este estudo aborda os embates sobre a formação de professores em Educação Física, no período de 1987-2007, articulado aos estudos da área trabalho e educação. Nossos objetivos foram analisar os debates sobre formação de professores em Educação Física e sistematizar contribuições para a construção de uma proposta alternativa de formação orientada para outro projeto de sociedade. Tivemos a seguinte questão: O que está em disputa no atual padrão de acumulação capitalista e quais as determinações para a formação de professores de Educação Física, considerando a centralidade do trabalho na formação humana? Procuramos adotar o materialismo histórico como referencial teórico e os procedimentos metodológicos utilizados foram análise documental e pesquisa bibliográfica. Discutimos a formação humana e a temática da corporalidade e sua relação com o trabalho de modo a fornecer subsídios para a compreensão dos embates de projetos para a formação de professores de educação física. Discute-se, também, seus desdobramentos sobre a dualidade licenciatura – bacharelado. Os resultados da pesquisa indicam que: a) O ensino privado é hegemônico na formação dos profissionais da educação física quer seja de licenciatura ou de bacharelado; b) a separação entre licenciatura e bacharelado mostrou-se uma falsa dualidade, a maior separação ocorre entre sistema público e privado de formação; c) apontamos como necessidade histórica a construção da licenciatura ampliada para a formação dos profissionais de educação física como um elemento para a emancipação do ser social, almejando, destarte, romper com a lógica hegemônica, ou seja, a construção de uma sociedade para além do capital.

Endereço: http://ppge.ufsc.br/formularios/

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.