O Ensino do Basquetebol nas Aulas de Educação Física Escolar nos Anos Finais do Ensino Fundamental

Por: C. A. Queiroz, C. H. L. Lima, M. P. Neves, e S. M. Lima.

IX Congresso Internacional de Educação Física e Motricidade Humana XV Simpósio Paulista de Educação Física

Send to Kindle


Resumo

Mesmo sendo o basquetebol uma modalidade que atrai atenção dos alunos e também de professores de educação física, seu processo de ensino aprendizagem pode apresentar algumas dificuldades. Pode-se citar como exemplo a falta de implementos necessários para a prática da modalidade como a cesta e a tabela. O objetivo deste estudo foi identificar as principais características acerca da prática docente do conteúdo basquetebol nas aulas de Educação Física nos anos finais do Ensino Fundamental. Foi utilizada a metodologia descritivoexploratória desenvolvida através de abordagens quantiqualitativas utilizando para tal um modelo de questionário semiestruturado elaborado pelos próprios autores. Tal questionário foi composto por 08 (oito) questões discursivas. Os questionários foram aplicados entre os meses de maio e junho de 2014. Os dados foram tabulados e apresentados por meio de distribuição de frequências e percentuais, além de analisados por meio de procedimentos qualitativos. A amostra foi composta por 15 (quinze) professores de Educação Física escolar, sendo 7 (sete) do sexo feminino e 8 do sexo masculino que ministram aulas em cidades pertencentes à SRE de PassosMG. De acordo com os resultados, 73% dos participantes não praticaram e 27% praticaram a modalidade basquetebol em suas aulas de educação física nos anos finais do Ensino Fundamental, deste total, 100% dos participantes nunca participaram de nenhuma competição de basquetebol enquanto eram estudantes do anos finais do Ensino Fundamental. Também ficou evidenciado que 73% dos participantes incluem o basquetebol em suas aulas de educação física, enquanto 27% não incluem. Alguns professores justificaram essa "não inclusão" em função de alguns pontos como falta de interesse dos alunos, falta de materiais e implementos e falta de estrutura física. Outro fator interessante apontado pelas respostas dos envolvidos foi que 27% dos entrevistados disseram que não utilizam nenhuma metodologia para o ensino do basquetebol, 20% utilizam o método global para ensinar a modalidade enquanto que 40% dos profissionais demonstraram preferência pela utilização da metodologia lúdica ou método recreativo e 13% utilizam o método por partes ou parcial para ensinar a modalidade Na investigação acerca da existência de implementos como tabelas, aros e bolas de basquetebol nas unidades escolares em que os professores participantes do estudo atuam, os resultados apontaram que 53% ou 8 dos 15 estabelecimentos possuem tabelas e aros além de bolas de basquetebol enquanto 43% dos estabelecimentos não possui tais implementos. Conclui-se com este estudo que o processo de ensino aprendizagem da modalidade basquetebol nas aulas de educação física dos anos finais do Ensino Fundamental sofre interferências como conhecimento e prática da modalidade por parte dos professores além das questões relacionadas aos obstáculos como falta de interesse dos alunos e também falta de implementos e materiais específicos.

Endereço: http://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/motriz/article/view/10060/10060

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.