O Ensino da Educação Física Como Tendência de Pesquisa na 1989 Aiesep World Convention

Por: .

I Congresso internacional de Educação Física de Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

O estudo objetivou analisar as tendências da pesquisa, com especial referência ao ensino da Educação Física, manifestadas na 1989 AIESEP WORLD CONVENTION - "Movement and Sport; a challenge for lifelong learning". Foram analisados os 142 temas livres constantes dos ABSTRACTS. Usou-se o SRAPE-Systematisation for Research approaches in Physical Education (FARIA JÚNIOR; 1987) para identificar as tendências, e a observação participante, para analisar as comunicações/intervenções relacionadas com o ensino da Educação Física. Foram analisados: o documento do "Teaching Physical Education Symposium" - ao qual compareceram Pierón (B); Faria Júnior (Br); Le Blanc e Tousignant (Ca); Ronholt (DK); Almond (BG); Gyory (H); Kang (K); Crun (N); Costa e Gonçalves (P)Heinilà, Numminen, Telama e Varstala (SF); Ashworth, Barrette, Cardoza, Cheffers, Jones e Schempp (USA), e as intervenções dos expertos. A tendência que apresentou frequência mais elevada foi a PEDAGÓGICA (33,8%), seguida da TÉCNICA (27,45%) e a BIOLÓGICA (18,3%). As de menor frequência foram a SÓCIO-ANTROPOLÓGICA (11,26%), a da PROMOÇÃO DA SAÚDE (7,74%), e a FILOSÓFICA (1,4%). Como ênfase, o ENSINO (11,25%) aparece numa terceira posição, junto com a BIOMETRIA (11,26%) seguida ao TREINAMENTO DESPORTIVO (18,3%) e CURRÍCULO (16,9%). Os instrumentos usados dispersaram-se por um amplo espectro - TPCQ e CAFIAS (CARDOZA, 1989); Student Time Allotment in Class Duration Recording System e Qualitative Mesures of Teacher Performance Scale (GUSTHART, 1989); PEIAC/LH 75 (HEINILÀ, 1989); BLONDIN et al. (Le BLANC, 1989); The Florida Taxonomy of Cognitive Behavior (LUCAS & MAXELL, 1989); Neal’s Dance Attitude Inventory (NEAL, 1989) - com pequena predominância do ALT-PE II (KANG, 1989; ELDAR, 1989; LUCAS & MAXELL, op. cit.). As preocupações concentraram-se nos aspectos metodológicos usados pelo professor - estilos de ensino (ASHWORTH, 1989), comunicacação (HEINILÀ, op. cit.; NEAL, op. cit.; R0NHOLT& PEITERSEN, 1989), habilidades de ensino e orientação da aprendizagem (Le BLANC, op. Cit.; LUCAS & MAXELL, op. cit; GUSTHART, op. cit.; SVOBODA, 1989), feed--bacMBEHETS, 1989), qualidade da prática (NUMMINEN, 1989), entusiasmo do professor (PIERON & COSTA, 1989), e distribuição do tempo da aula (ELDAR, op. cit.; GUSTHART, op. cit., e JONES, 1989) -, em detrimento do conteúdo (VARSTALA, 1989). O paradigma predominante foi o processo-produto, e as perguntas básicas do Symposium foram: O que se conseguiu com a pesquisa? Para onde estamos indo? Como os resultados tem sido transferidos para o ensino e para a formação de professores? Como tem sido o uso de metodologias quantitativas e qualitativas? Não foi possível detetar nenhum indício de mudança paradigmática. Apenas os expertos dos USAadmitiram a possibilidade do uso de uma abordagem ecológica. O indício mais evidente foi o de um uso mais amplo de metodologias qualitativas.

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.