O Ensino da Educação Física nas Escolas Municipais da Zona Sul da Cidade de João Pessoa

Por: Clariana Gonçalves Tavares.

58 Reunião Anual da SBPC

Send to Kindle


INTRODUÇÃO:

Ao se compreender a educação física como uma disciplina também responsável pela educação dos indivíduos se faz necessário a compreensão pelos docentes da área sobre a importância do domínio de conhecimentos que vão além da repetição de práticas que evidenciam os problemas do sistema social e econômico da realidade brasileira. Assim, diante deste problema este estudo buscou identificar a estrutura física, a formação dos professores e as metodologias de ensino aplicadas nas escolas públicas da zona sul do município de João Pessoa, a partir de um diagnóstico qualitativo da realidade das escolas públicas na Paraíba. A importância deste tipo de estudo está em obter um panorama da qualidade das aulas aplicadas e relacionar com a formação docente.


 METODOLOGIA:

Este estudo foi caracterizado como de natureza descritiva exploratória. Tendo como participantes do estudo 14 professores de educação física das escolas municipais de ensino básico, localizadas na zona sul do município de João Pessoa nos bairros Bancários e Mangabeira. Para realização do estudo foi solicitada autorização a Secretaria de Educação Municipal, a direção da escola e ao professor participante. A coleta das informações foi realizada a partir de uma entrevista estruturada construída pela equipe pesquisadora, baseado em Bracht et al (2001). Onde foram solicitadas informações sobre a formação profissional, a estrutura da escola voltada para educação física, o planejamento pedagógico, os métodos e abordagens de ensino utilizadas pelos professores. A coleta ocorreu no próprio local de trabalho dos professores em dias e horários pré-agendados. As informações coletadas foram agrupadas em categorias analíticas com intenção de facilitar a análise do conteúdo.


 RESULTADOS:

Quanto à formação dos professores observou-se que todos os professores têm licenciatura plena em educação física, metade realizaram cursos de pós-graduação, a maioria tem mais de 15 anos de magistério. Quanto ao regime de trabalho 71,4% são efetivos, 21,4% são prestadores de serviços e 7,2% têm contratos temporários. Ao analisar o espaço físico das escolas foi encontrado problemas quanto à conservação e localização dos espaços para as aulas de educação física; Os materiais didáticos que auxiliam nas aulas foram encontrados em quantidades pequenas e de pouca qualidade. Quanto as abordagens de ensino identificou-se quatro tipos: tecnicista, desenvolvimentista, construtivista e de atividade física para promoção da saúde.


 CONCLUSÕES:

Ao procurar analisar a estrutura e o funcionamento das aulas de educação física nas escolas da rede pública observamos que em relação à formação inicial e continuada os professores não apontaram nenhuma novidade, sendo marcada por um modelo tradicional de currículo, onde predominava uma prática institucionalizada do esporte, caracterizado principalmente por um distanciamento entre a teoria e a prática. No aspecto estrutural as escolas não possibilitam as condições adequadas de funcionamento favorecendo a permanência do quadro de incerteza e desprezo em que vivem as escolas públicas. Já no aspecto da prática pedagógica e das abordagens de ensino por parte dos professores verificou-se a necessidade de ampliação da visão de conteúdos e metodologias de ensino com o incentivo para as atualizações.

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.